Brasil

São Paulo, Rio e outros 9 estados têm alerta laranja para chuvas neste sábado

Na capital paulista concessionária Enel alertou para o risco de queda de energia

Chuvas na região Sul (Prefeitura POA/Divulgação)

Chuvas na região Sul (Prefeitura POA/Divulgação)

Publicado em 20 de janeiro de 2024 às 09h54.

Última atualização em 20 de janeiro de 2024 às 09h56.

Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um alerta laranja para tempestade em oito estados brasileiros: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Amazonas, Roraima e Mato Grosso receberam alerta laranja para chuvas intensas.

Enel alerta para risco de queda de energia

Em São Paulo, a Enel, concessionária de energia, emitiu um aviso aos consumidores sobre o risco de possíveis quedas de energia devido às condições climáticas. Chuvas intensas no segundo semestre do ano passado chegaram a deixar milhões de pessoas temporariamente sem energia na região metropolitana de São Paulo. 

A empresa informou que eventuais quedas de energia podem ser avisadas por meio de SMS gratuito para o número27373 com a palavra LUZ junto com o número da instalação que está com falta de energia. Por exemplo: LUZ012345678.

Confira algumas das principais orientações da Defesa Civil de SP durante temporais:

  • Durante tempestades, é importante evitar áreas arborizadas devido ao risco de quedas de árvores;
  • Caso haja queda de raios, procure abrigo em edificações;
  • Nas áreas alagadas com enxurradas, uma lâmina com 15 cm de profundidade pode arrastar pessoas e, a partir de 30 cm, já é capaz de levar um automóvel;
  • Os temporais podem provocar fortes rajadas de vento, com risco de queda de árvores e danos em construções quando as rajadas chegam a 75km/h.
  • Em cenários mais críticos, os vendavais com velocidade a partir de 90km/h podem arrancar árvores e provocar danos estruturais em construções. Nestes casos, procure um abrigo seguro, evitando árvores ou coberturas metálicas frágeis; mantenha distância de janelas, vidros e objetos perfurantes; abandone atividades com andaimes e encaixes metálicos; e, ao dirigir, evite se aproximar de cabos elétricos, torres de transmissão, outdoors, andaimes e outras estruturas frágeis;
  • Moradores de áreas de encosta precisam observar sinais de movimentação do solo. Antes de grandes deslizamentos, fique atento a rachaduras nas paredes, portas e janelas emperradas, postes e árvores inclinados e água lamacenta escorrendo pelo morro. Diante de qualquer um destes sinais, o local deve ser abandonado imediatamente;
  • Caso um fio energizado caia sobre o veículo, os ocupantes devem permanecer dentro do automóvel e ligar para o serviço de emergência. Se o carro começar a pegar fogo, ele deve ser abandonado, mas existe um modo correto de sair. Não toque nas partes metálicas e pise com os dois pés no chão. Depois, afaste-se dando pulos, sempre pisando os dois pés no chão ao mesmo tempo, até pelo menos 10 metros do local da queda do fio;
  • Mantenha-se informado por meios oficiais para receber informações atualizadas sobre as condições climáticas e possíveis alertas. Busque sempre os canais oficiais da Defesa Civil por meio do @defesacivilsp e, agora, também pelo canal do WhatsApp na aba Atualizações, Canais Defesa Civil do Estado de São Paulo.]

Outras localidades do País:

Região Sul

Uma baixa pressão atmosférica sobre o Paraguai e o ar quente e úmido que está sobre o Sul do Brasil formam nuvens carregadas sobre a Região Sul. O Rio Grande do Sul tem períodos com sol e pancadas de chuva, de acordo com a Climatempo.

chuva ainda pode ser no extremo norte do Estado, onde estão a serra e o planalto. Em Santa Catarina e no Paraná, o tempo fica mais instável, com pancadas de chuva frequentes e risco de temporais, incluindo na Grande Florianópolis e na Grande Curitiba.

Região Norte

O ar quente e úmido que predomina sobre o Norte do País e áreas de instabilidade da Zona de Convergência Intertropical geram nuvens carregadas sobre a região. Não há previsão de chuva apenas para Boa Vista.

Região Centro-Oeste

Conforme a Climatempo, a alta pressão atmosférica influencia o Centro-Oeste e menos nuvens carregadas crescem em grande parte da região. O calor ainda é intenso em toda a região.

A maioria das áreas do Centro-Oeste tem muito sol e possibilidade de pancadas de chuva isoladas à tarde e à noite. Não deve chover na região do Pantanal de Mato Grosso do Sul.

Região Nordeste

O ar úmido está se espalhando novamente sobre o interior do Nordeste as condições para chuva voltam a aumentar. A Zona de Convergência Intertropical ajuda a provocar chuva na costa norte da região, de acordo com a empresa brasileira de meteorologia.

Acompanhe tudo sobre:ChuvasClima

Mais de Brasil

Rio registra queda de 25% das mortes violentas no primeiro trimestre

Governo quer que Zanin seja relator no STF de ação contra desoneração da folha

Boulos tem 35,6% e Nunes, 33,7%, aponta pesquisa Atlas Intel

Eduardo Paes tem 42,6% das intenções de voto e Ramagem, 31,2%, aponta Atlas Intel

Mais na Exame