A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

São Paulo aplica 3ª dose em idosos acima de 70 anos

Segundo a prefeitura, até as 13h do sábado, dia 25, a capital já havia aplicado 97.257 doses de reforço

A cidade de São Paulo inicia, nesta segunda-feira, 27, a aplicação da dose adicional da vacina contra a covid-19 para idosos acima de 70 anos de idade. Estão elegíveis aqueles que tomaram a segunda dose ou a dose única há mais de seis meses. Essa nova etapa será feita com o imunizante da Pfizer. O público estimado é de 174.198 pessoas.

  • Quer saber tudo sobre o ritmo da vacinação contra a covid-19 no Brasil e no mundo? Assine a EXAME e fique por dentro.

Segundo a prefeitura, até as 13h do sábado, 25, a capital já havia aplicado 97.257 doses de reforço.

A vacinação também segue liberada para pessoas com mais de 18 anos que tenham alto grau de imunossupressão. Para esse grupo, com mais de 18.000 cidadãos, é preciso ter tomado a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 28 dias.

A população pode acompanhar a disponibilidade de segundas doses dos imunizantes por meio da plataforma De Olho na Fila.

Toda a rede está aberta para atender ao público elegível para primeira dose (D1), segunda dose (D2) e dose adicional. Os idosos devem comparecer a um dos postos do município com comprovante de ciclo vacinal completo e de residência, bem como um documento com foto.

Com relação aos pacientes acamados em domicílio, a aplicação da vacina é feita pela equipe da Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência do usuário, assim como para Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) e população indígena aldeada na cidade de São Paulo.

Doses remanescentes

Os idosos com mais de 60 anos e trabalhadores da saúde com mais de 18 anos, exceto gestantes e puérperas, podem fazer a inscrição nas UBSs, para receber as doses de reforço, caso haja dose remanescente próximo ao horário de encerramento das atividades do serviço de saúde. Vale para o cidadão que tomou a segunda dose há mais seis meses na capital. Para isso, é preciso apresentar comprovante de ciclo vacinal completo e de residência, bem como um documento com foto.

Funcionamento:

Drive-thrus e farmácias: vacinação D1, D2 e DA, das 8h às 17h;

Megapostos: vacinação D1, D2 e DA, das 8h às 17h;

Unidades Básicas de Saúde (UBSs): vacinação D1, D2 e DA, das 8h às 19h;

AMAs/UBSs Integradas: vacinação D1, D2 e DA, das 7h às 19h.

A lista completa de postos pode ser encontrada na página Vacina Sampa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também