Rodrigo Garcia se reúne com aliados para definir futuro político

A decisão de João Doria nesta quinta-feira, 31, causou perplexidade em auxiliares e aliados de Garcia
 (Divulgação/Flickr Rodrigo Garcia/Divulgação)
(Divulgação/Flickr Rodrigo Garcia/Divulgação)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 31/03/2022 14:50 | Última atualização em 31/03/2022 15:13Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Surpreendido com a decisão do governador João Doria (PSDB) de permanecer no comando de São Paulo, seu vice, Rodrigo Garcia (PSDB), que é o pré-candidato tucano ao Palácio dos Bandeirantes, estava reunido pela manhã com aliados em seu apartamento na capital paulista para definir seu futuro político.

A decisão do governador causou perplexidade em auxiliares e aliados de Garcia, que decidiu pedir demissão do cargo de secretário de Governo. O vice-governador, segundo pessoas próximas, ainda não decidiu se fica no PSDB ou muda para o União Brasil — nem se mantém a pré-candidatura.

Fique por dentro das principais notícias do Brasil e do mundo. Assine a EXAME

A leitura no PSDB é que não há clima para uma campanha nem estrutura, uma vez que Doria seguirá no comando da máquina estadual.

Garcia se preparava para assumir o cargo na sexta-feira, dia 1º, com uma estrutura montada de pré-campanha, que conta com a retaguarda do marqueteiro Chico Mendes.