Rio de Janeiro tem 2.209 profissionais de saúde afastados por covid-19

Número de profissionais de saúde infectados representa 6% da força de trabalho na saúde na rede estadual

O Estado do Rio de Janeiro tem 2.209 profissionais de saúde afastados de suas funções por terem contraído ou estarem com suspeita do novo coronavírus. O número diz respeito a profissionais que atuam nas redes públicas de saúde estadual e também da capital fluminense.

Segundo levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES), 1.169 profissionais estão afastados. O número representa 6% da força de trabalho na saúde na rede estadual. A maior incidência está no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio. Na unidade, 175 funcionários já foram afastados, entre médicos, enfermeiros e técnicos.

Na capital, dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam que 1.040 profissionais estão de licença por estarem com suspeita ou confirmação de covid-19. Além deles, outros 277 estão afastados das funções por terem 60 anos ou mais. No total, 2,9% dos 45 mil funcionários que trabalham em unidades municipais de saúde estão afastados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.