Brasil

Relator aumenta em R$ 25 bi receita do Orçamento

Senador Acir Gurgacz (PDT-RO) alterou parâmetros econômicos para 2012 prevendo inflação maior e crescimento do PIB abaixo do previsto

Crescimento econômico deve ser de 4,5% em 2012 contra 5% neste ano (Stock.xchng)

Crescimento econômico deve ser de 4,5% em 2012 contra 5% neste ano (Stock.xchng)

DR

Da Redação

Publicado em 12 de outubro de 2011 às 08h43.

Brasília - O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) apresentou ontem seu parecer de receitas em relação ao Orçamento de 2012 com uma previsão de receita líquida R$ 25,6 bilhões maior do que a prevista pelo governo. Ele alterou parâmetros econômicos para o próximo ano prevendo uma inflação maior e um crescimento do PIB abaixo do previsto.

O relatório aumenta de R$ 1,097 trilhão para R$ 1,127 trilhão a previsão de receita bruta. Em relação à receita líquida, o aumento é de R$ 911,7 bilhões para R$ 937,3 bilhões.

Esses R$ 25,6 bilhões a mais poderão ser usados pelo relator geral, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), e pelos relatores setoriais para atender às demandas como emendas parlamentares e até aumentos salariais, especialmente o pleito do poder Judiciário.

O relatório aumenta ainda de 4,8% para 6,0% a previsão da inflação medida pelo IPCA para o ano de 2012.

Há uma mudança para cima também em relação à taxa de câmbio média. O governo previa o dólar a R$ 1,64, enquanto o relator usou a taxa de R$ 1,80. Em relação ao crescimento econômico, Gurgacz reduziu a previsão de 5% para 4,5% em 2012. Ele também baixou a previsão da taxa Selic média para o ano que vem de 12,5% para 10,5%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Acompanhe tudo sobre:Indicadores econômicosInflaçãoOrçamento federalPIBPolítica no BrasilSenado

Mais de Brasil

Novo oficializa candidatura de Marina Helena à prefeitura de SP com coronel da PM como vice

Estudo da Nasa aponta que Brasil pode ficar 'inabitável' em 50 anos; entenda

Temperatura acima de 30°C para 13 capitais e alerta de chuva para 4 estados; veja previsão

Discreta, Lu Alckmin descarta ser vice de Tabata: 'Nunca serei candidata'

Mais na Exame