Rádio de deputado em Alagoas sofre atentado a bomba

A rádio pertence ao deputado estadual João Henrique Caldas (PTN), que relatou à imprensa local que os estúdios foram totalmente destruídos pela bomba

	Segundo as câmeras de segurança da rádio, a bomba foi colocada por dois desconhecidos que entraram nas instalações durante a madrugada de hoje
 (Dreamstime)
Segundo as câmeras de segurança da rádio, a bomba foi colocada por dois desconhecidos que entraram nas instalações durante a madrugada de hoje (Dreamstime)
D
Da RedaçãoPublicado em 13/09/2012 às 20:13.

Brasília - Dois homens atacaram nesta quinta-feira com uma bomba de médio poder explosivo os estúdios da ''Rádio Farol'' na cidade de União dos Palmares, no interior de Alagoas, informaram fontes oficiais.

A rádio pertence ao deputado estadual João Henrique Caldas (PTN), que relatou à imprensa local que os estúdios foram totalmente destruídos pela bomba, que não chegou a causar vítimas.

''Ainda é muito cedo para se fazer qualquer alusão sobre um fato político'', declarou o deputado, conhecido em sua vida pública pela forte oposição ao prefeito da cidade, Areski Freitas, que acusa de corrupção.

Caldas lembrou, no entanto, que o atentado ocorreu depois que a ''Rádio Farol'' divulgou, ontem, gravações em que supostamente se ouve o prefeito em negociações que em sua opinião poderiam conter indícios de corrupção - a menos de um mês das eleições.

Segundo as câmeras de segurança da rádio, a bomba foi colocada por dois desconhecidos que entraram nas instalações durante a madrugada de hoje.

Testemunhas citadas pela imprensa local contaram que os dois homens fugiram em uma moto, enquanto a polícia disse que ainda não tem pistas sobre os autores nem sobre suas possíveis motivações.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Rádio no Estado de Alagoas (SindiRádio) emitiu uma nota em que manifestou seu ''veemente repúdio'' ao atentado e expressou sua ''condenação a todo e qualquer ato de terrorismo''.