• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Quem mandará no Brasil serão os capitães, diz Bolsonaro em visita ao Bope

O candidato à Presidência encerrou seu encontro com o grito de "caveira", tradicional entre os homens do batalhão
Imagem de arquivo: antes de deixar a sede do Bope, Bolsonaro ainda almoçou com integrantes do pelotão (Reuters/Paulo Whitaker)
Imagem de arquivo: antes de deixar a sede do Bope, Bolsonaro ainda almoçou com integrantes do pelotão (Reuters/Paulo Whitaker)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 15/10/2018 14:13 | Última atualização em 15/10/2018 14:38Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Rio - O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi à sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em Laranjeiras, na zona sul do Rio na manhã desta segunda-feira (15).

Bolsonaro chegou e saiu sem falar com a imprensa. Segundo um assessor do presidenciável, a agenda no batalhão foi uma "visita a amigos".

Durante o encontro, que durou aproximadamente duas horas, Bolsonaro discursou brevemente e tirou selfies com homens do Bope. "Podem ter certeza, em chegando (à Presidência), teremos um dos nossos lá em Brasília", afirmou.

"Fizemos a segunda maior bancada em Brasília, sem televisão. Isso vem de gente como vocês. Então a gente tem que acreditar e tentar mudar, buscar fazer a coisa certa. Eu acho que isso é possível, afinal de contas não temos outro caminho."

Bolsonaro encerrou sua fala com o grito de "caveira", tradicional entre os homens do Bope. No fim, ainda brincou com um coronel que foi cumprimentá-lo.

"Tô dando continência pro coronel, mas quem vai mandar no Brasil serão os capitães", disse, fazendo referência a sua patente como militar.

Antes de deixar a sede do Bope, Bolsonaro ainda almoçou com integrantes do pelotão.