Doria anunciará nova fase da quarentena em SP; o que deve seguir fechado

Governador João Doria anuncia, nesta sexta-feira, 9, com vai ficar a quarentena em todo o estado a partir da próxima semana

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia. 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anuncia nesta sexta-feira, 9, como fica a quarentena em todo o estado a partir da próxima semana. Os membros do Centro de Contingência da Covid-19 tomam uma decisão em uma reunião marcada para o fim da manhã, momentos antes do anúncio, que é feito em uma coletiva de imprensa a partir das 12h45. A fase mais restritiva da quarentena começou no dia 15 de março e tem validade até o dia 11 de abril.

Apesar de indícios de melhora nos índices de internação, há uma preocupação dos especialistas em saúde que participam do comitê porque os números ainda permanecem em patamares muito elevados, e qualquer relaxamento pode passar a ideia de que o "pior já passou". No debate está a prorrogação da fase emergencial, mais restritiva, por mais uma semana, ou a flexibilização de alguma regra específica. De qualquer forma, é consenso que ainda não há como liberar a maior parte das atividades, como já ocorreu no fim do ano passado.

 

Na quarta-feira, 8, o estado de São Paulo bateu um novo recorde de mortes por covid-19 em 24 horas, com 1.299. Foi o segundo recorde em uma semana. Em todo o estado já são mais de 80.000 vidas perdidas para a doença. Apesar disso, a taxa de ocupação em leitos de UTI estadual está em 88%, após ficar por 22 dias acima de 90%. 

Desde que a nova quarentena foi implementada, em todo o estado só é permitido o funcionamento de serviços essenciais, como farmácias, supermercados e postos de gasolina. Ficou obrigatório ainda o teletrabalho para serviços administrativos. Também entrou em vigor um toque de recolher das 20h às 5h.

Outras restrições envolvem setores que até então eram considerados essenciais. Lojas de materiais de construção, por exemplo, estão proibidas de abrir. Outra alteração é a retirada de alimentos em restaurantes, que passou a ser proibida. A modalidade delivery está permitida a qualquer hora do dia, e a de drive-thru somente no período noturno, das 5h às 20h. As praias e os parques estão fechados.

As escolas estaduais entraram em recesso. As municipais e privadas podem abrir, mas com capacidade reduzida. Algumas prefeituras foram mais restritivas e determinaram que o funcionamento só é permitido quando a região estiver na fase vermelha da quarentena, como é o caso da capital paulista.

Restrições da fase emergencial

  • Apenas atividades essenciais podem funcionar, como supermercados, açougues, padarias, feiras livres, farmácias, postos de gasolina, petshops. 
  • Comércio, shoppings: permitida a comercialização através da janela do carro (drive-thru) de 5h às 20h e entrega na casa do comprador (delivery) por 24h
  • Salões de beleza e academias precisam ficar fechados
  • Restaurantes e bares: é permitida a entrega (delivery) por 24h. A compra sem sair do carro (drive-thru) vale das 5h às 20h. Consumo no local e a retirada direta de comida são proibidos
  • Padarias podem funcionar seguindo as regras de supermercado, proibido o consumo no local
  • Teletrabalho de serviços administrativos é obrigatório
  • Parques e praias ficam fechados
  • Venda de bebida alcoólica só é permitida entre 6h e 20h
  • Qualquer tipo de aglomeração é proibida
  • Toque de recolher das 20h às 5h

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.