PT critica PSDB e fala em falta do que fazer

"Na falta do que fazer, PSDB quer levar mensagem de Natal de Dilma à Justiça", diz a mensagem do comando nacional do PT non Twitter

São Paulo - Partido dos Trabalhadores (PT) criticou nesta quinta, 26, a intenção do PSDB de tentar levar à Justiça a carta enviada, no último dia 23, pela presidente Dilma Rousseff aos servidores federais. Em mensagem postada via twitter, o comando do PT nacional afirmou que a ação é "falta do que fazer". "Na falta do que fazer, PSDB quer levar mensagem de Natal de Dilma à Justiça", diz a mensagem.

Nesta quinta, o líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio, afirmou, por meio de nota, que pretendia levar carta da presidente ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por entender que ela configura abuso de poder. O deputado também pretende propor na Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral uma ação judicial de investigação eleitoral.

Na mensagem aos servidores públicos federais, a presidente diz considerar relevância a prestação de serviços públicos de qualidade para um pleno processo de redução de desigualdades.

Ela ressaltou ainda a admiração que tem pelo trabalho que os servidores públicos realizam.

"Vocês, servidores públicos, são os responsáveis por prestar serviços de qualidade para toda a população, promovendo a inclusão social, a cidadania e o fortalecimento da democracia. É o trabalho diário de vocês que torna possíveis todos os avanços e conquistas que estão construindo um Brasil mais justo", escreveu Dilma.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.