ProUni: inscrições para segunda edição de 2022 começam nesta segunda

Esta edição do ProUni vai categorizar as inscrições como ampla concorrência ou ações afirmativas. Saiba mais:
ProUni: as inscrições vão até o dia 4 de agosto (Germano Lüders/Exame)
ProUni: as inscrições vão até o dia 4 de agosto (Germano Lüders/Exame)
D
Da redação, com agênciasPublicado em 01/08/2022 às 00:01.

Estudantes que almejam bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior poderão, a partir desta segunda (1º), fazer inscrição na 2ª edição de 2022 do Programa Universidade para Todos (ProUni).

As inscrições vão até o dia 4 de agosto e podem ser efetuadas pelo site do ProUni. As bolsas oferecidas pelo programa são parciais (50%) ou integrais (100%).

Quando será divulgado o resulto?

Os resultados serão divulgados em duas chamadas: a primeira será realizada em 8 de agosto; a segunda, em 22 de agosto. Os resultados estarão disponíveis online.

Requisitos

O estudante deve ter atingido média de 450 pontos em cada matéria do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ter tido nota superior a zero na prova de redação. Inscritos como treineiros no exame não poderão concorrer a bolsas do ProUni.

Renda

Para participar do processo o candidato deve preencher certos critérios, como as exigências de faixas de renda per capita:

  • Bolsa integral (100%) - Até 1,5 salário mínimo
  • Bolsa parcial (50%) - Até 3 salários mínimos

Segundo o Ministério da Educação, a classificação dos estudantes inscritos nos processos seletivos do ProUni considerará as notas obtidas nas duas últimas edições do Enem, imediatamente anteriores ao processo seletivo do ProUni para ingresso em curso de graduação ou sequencial de formação específica.

Novidades

Esta edição do ProUni trará algumas inovações. Dentre elas, inscrições que serão categorizadas como ampla concorrência ou ações afirmativas. A ordem de prioridade na chamada varia de acordo com a categoria da inscrição.

Outra mudança é a priorização de inscritos que cumpram os seguintes critérios (em ordem decrescente de relevância para a classificação):

  • Sejam professores da rede pública de ensino (exclusivamente para os cursos de licenciatura e pedagogia destinados à formação do magistério da educação básica, se for o caso e se houver inscritos nessa situação);
  • Estudantes que tenham cursado o ensino médio integralmente em escola da rede pública;
  • Estudantes que tenham cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada (com bolsa integral);
  • Estudantes que tenham cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada (com bolsa parcial ou sem bolsa);
  • Estudantes que tenham cursado o ensino médio integralmente em instituição privada (com bolsa integral);
  • Estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em instituição privada (com bolsa parcial ou sem bolsa de estudos).

VEJA TAMBÉM:

Lei que amplia Prouni para estudantes de escolas privadas é sancionada

Universidade do Canadá oferece bolsa de até 100% para estudantes do Brasil