Projeto exige que prefeituras fixem percentual mínimo de ciclovias

O texto também obriga o poder público a considerar a bicicleta uma modalidade de transporte regular

O Projeto de Lei 5367/20 exige que planos e obras de construção, ampliação ou adequação de vias urbanas definam um percentual mínimo de ciclovias ou ciclofaixas nas cidades. O texto, que tramita na Câmara dos Deputados, também obriga o poder público a considerar a bicicleta uma modalidade de transporte regular, de caráter individual.

O deputado Juninho do Pneu (DEM-RJ), autor da proposta, defende o uso da bicicleta como meio de transporte regular pela população e afirma que a participação do Estado é fundamental para a implantação de mudanças no sistema viário.

“A utilização de meios de transportes ativos, como é o caso da bicicleta, representa um enorme ganho para o meio ambiente e a sociedade como um todo”, argumenta o autor.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.