Brasil

Lula se encontra com Lewandowski e Dino nesta quinta

Espera-se que a reunião sele a ida de Lewandowski para o lugar que era de Flávio Dino, como ministro da Justiça do presidente

A entrega do documento foi feita pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Beto Simonetti (Wilson Dias/Agência Brasil)

A entrega do documento foi feita pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Beto Simonetti (Wilson Dias/Agência Brasil)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 11 de janeiro de 2024 às 06h42.

Última atualização em 11 de janeiro de 2024 às 07h01.

O presidente Lula receberá nesta quinta-feira, 11, o ministro da Justiça, Flávio Dino, e o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, no Palácio do Planalto.

Como já adiantou a EXAME, a reunião deve selar a ida de Lewandowski para o lugar de Dino como ministro da Justiça do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Dino, por sua vez, ocupará a vaga deixada por Rosa Weber como ministro no STF.

O anúncio da troca, que era esperado para ontem, pode ocorrer ainda hoje ou, no mais tardar, na sexta-feira, 12. A reunião desta quinta acontece às 11h.

Enquanto isso, Lewandowski tem se dedicado a escolher os auxiliares diretos e aos trâmites burocráticos para se desvincular do seu escritório de advocacia. Entre os principais nomes da sua futura equipe, o advogado baiano Manoel Carlos de Almeida Neto, ex-secretário-geral do STF, deve ser nomeado secretário executivo da Justiça. Neto, inclusive, era apoiado por Lewandowski para a vaga na suprema corte preenchida por Cristiano Zanin.

O que fica em aberto é o destino de Ricardo Cappelli, atual secretário-executivo do Ministério da Justiça. A dúvida é se ele aceitará o cargo de Secretário Nacional de Segurança Pública. Flávio Dino tentou manter o auxiliar como número 2 da pasta, mas a chance de isso ocorrer é remota.

Acompanhe tudo sobre:Ministério da Justiça e Segurança PúblicaFlávio DinoRicardo Lewandowski

Mais de Brasil

Roberto Jefferson paga R$ 40 mil à PF por conserto de viatura que atingiu com 42 tiros

Brasil inclui luta contra racismo pela 1ª vez na agenda do G20

AliExpress e Shopee antecipam data de taxação de compras de até US$ 50; veja quando passa a valer

PM impõe 100 anos de sigilo a processos disciplinares de Mello, candidato a vice de Nunes em SP

Mais na Exame