Presidencialismo está roto e esfarrapado, diz Temer

Ex-presidente também afirma que instituições funcionam e "aventuras" estão descartadas; antecessor de Bolsonaro fechou nesta terça, 14, o evento MacroDay 2021, do BTG Pactual

Para o ex-presidente Michel Temer, o sistema presidencialista não constitui o mais adequado para o país e deveria ser substituído por uma modalidade híbrida, no qual o chefe do Executivo continue no comando das forças armadas e tenha o poder de vetar projetos de lei. "Seria um semi presidencialismo, que não ignora a figura do presidente", disse Temer no painel final do MacroDay 2021, evento do banco BTG Pactual, nesta terça-feira, 14. "O presidencialismo está roto e esfarrapado".

  • Invista com apoio dos assessores do maior banco de investimentos da América Latina. Abra sua conta no BTG

"Desde Itamar Franco, todos os presidentes tiveram inúmeros pedidos de impeachment e isso por si só cria um trauma institucional", afirmou. "Outra vantagem é que na prática haveria dois blocos, um de oposição e outros de oposição e só há governo se houver maioria parlamentar. Ando preocupado com o Brasil, porque não encontramos um rumo para valer".

Temer também advogou a favor do funcionamento das instituições. "Elas ainda funcionam e isso impede qualquer tipo de aventura", afirmou. O ex-presidente acrescentou ainda que "é inviável ter golpe", mesmo porque não haveria tal "desejo" e "nem as forças armadas têm disposição para isso". Ele também enfatizou que em seu governo não houve oposição a decisões judiciais.

Nos últimos dias, Temer voltou ao centro do cenário político ao ser chamado a Brasília para discutir a crise política com o presidente Jair Bolsonaro. Em seguida, foi produzida uma carta à nação, pela presidência da República, reiteirando o "respeito pelas instituições da República, forças motoras que ajudam a governar o país". O documento também diz que divergências em relação a decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) devem ser resolvidas por medidas judiciais. 

"Nos últimos momentos, houve muito embate, mas isso está se esgotando", disse Temer. "Há uma consciência que cada poder precisa obedecer a regração constitucional, não dá para manter a desarmonia entre as instituições".

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também