• AALR3 R$ 19,60 -1.01
  • AAPL34 R$ 74,36 1.72
  • ABCB4 R$ 16,43 1.36
  • ABEV3 R$ 14,53 0.35
  • AERI3 R$ 3,81 -1.04
  • AESB3 R$ 10,67 -1.11
  • AGRO3 R$ 32,37 2.76
  • ALPA4 R$ 21,90 -0.82
  • ALSO3 R$ 19,62 0.26
  • ALUP11 R$ 26,19 0.42
  • AMAR3 R$ 2,23 3.24
  • AMBP3 R$ 29,72 4.54
  • AMER3 R$ 23,04 1.63
  • AMZO34 R$ 72,52 3.90
  • ANIM3 R$ 5,38 7.60
  • ARZZ3 R$ 82,03 2.08
  • ASAI3 R$ 15,52 1.84
  • AZUL4 R$ 20,75 11.02
  • B3SA3 R$ 11,44 -3.87
  • BBAS3 R$ 35,10 -0.17
Abra sua conta no BTG

Prefeitura de SP estuda possível transmissão comunitária da variante Delta

O paciente que contraiu a variante apresentou os primeiros sintomas em 19 de junho e não tem histórico de viagens ao exterior ou contato com viajantes
 (Divulgação/Governo do Estado de São Paulo)
(Divulgação/Governo do Estado de São Paulo)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 15/07/2021 09:33 | Última atualização em 15/07/2021 11:40Tempo de Leitura: 1 min de leitura

A Prefeitura de São Paulo considera a possibilidade de transmissão comunitária da variante Delta do coronavírus, segundo nota enviada à imprensa pela Secretaria Municipal da Saúde. A dúvida persiste porque a origem da infecção pela cepa identificada em um homem de 45 anos não foi confirmada.

"Dessa forma, pode-se considerar a possibilidade de transmissão comunitária da variante no município", diz o comunicado.

O paciente que contraiu a variante apresentou os primeiros sintomas em 19 de junho e não tem histórico de viagens ao exterior ou contato com viajantes. Parentes também foram testados, mas a cepa não foi identificada.

A variante Delta, identificada pela primeira vez na Índia, tem colocado autoridades sanitárias em alerta pelo alto grau de transmissibilidade. Até o momento, porém, estudos indicam que as vacinas contra covid-19 utilizadas no País oferecem proteção à cepa, ainda que, possivelmente em menor grau.

Tudo sobre ciência, Covid-19 e vacinas em um só lugar. Assine a EXAME.