Polícia suspeita que fugitivos de Mossoró receberam apoio de facção e estejam no Ceará

PF cumpriu mandados de busca e apreensão contra possíveis colaboradores dos presos nas cidades de Aquiraz (CE), Quixeré (CE) e Mossoró (RN)

Sede da Polícia Federal, em Brasília (DF) (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Sede da Polícia Federal, em Brasília (DF) (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 23 de fevereiro de 2024 às 14h39.

Investigações da Polícia Federal apontam que os dois fugitivos do presídio federal de Mossoró (RN) podem estar escondidos em cidades do interior do Ceará. Desde que escaparam da unidade de segurança máxima no último dia 14, eles teriam ido em direção a locais que fazem divisa entre o Rio Grande do Norte e o Ceará.

Segundo as apurações, Deibson Nascimento e Rogério Mendonça também estariam recebendo apoio do Comando Vermelho, facção criminosa nascida no Rio de Janeiro que tem forte presença no Ceará. Nos primeiros dias de fuga, eles invadiram alguns sítios que ficavam no entorno do presídio, fizeram uma família refém e roubaram um celular. Eles teriam perguntado às pessoas as rotas para se chegar ao Ceará.

O última sinal emitido pelo celular roubado indicava que eles estavam no limite entre os dois Estados. Com o aparelho nas mãos, eles teriam feito diversas ligações de WhatsApp para pedir auxílio, algumas delas com DDD para o Rio de Janeiro, segundo as investigações.

Nesta quinta-feira, o Ministério da Justiça informou que cumpriu nove mandados de busca e apreensão contra "possíveis colaboradores" dos foragidos. As ações foram cumpridas em duas cidades do Ceará - Quixeré e Aquiraz -, além de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Aquiraz fica a 30 quilômetros de Fortaleza. Os policiais têm receio de que a dupla consiga chegar à capital cearense, onde a facção é mais estruturada - por isso, montou bloqueios em diversas rodovias do Estado, acionou helicópteros para sobrevoar a área e tem espalhado cartazes com a foto dos dois.

No últimos dias, três pessoas foram detidas sob suspeita de ajudar os fugitivos - uma por mandado de prisão temporário; e as outras duas em flagrante por porte de drogas e armas com a numeração raspada. A PF desconfia que os suspeitos iriam fornecer um carro e o armamento aos presos.

Na última quarta-feira, os agentes fizeram um cerco a uma comunidade rural de Baraúna (RN) conhecida por ser ponto de tráfico de drogas. A prefeita da cidade, Divanize Oliveira, afirmou que o município tem mais de 20 saídas para o Ceará.

Mais de Brasil

Calor fora de época atingirá SP e mais regiões do Brasil; veja previsão do tempo

Veja o passo a passo para tirar sua 2 via de conta da Enel

Lula cobra articulação política de Alckmin e Haddad

Pasta da Saúde fecha acordo com Moderna para compra de 12,5 milhões de vacinas contra covid

Mais na Exame