Brasil

Polícia prende 5 por suspeita de golpe com cartões em bloco na zona oeste de SP

A quadrilha, já tinha sido detida antes pelo mesmo crime

O grupo foi preso pelo crime de associação criminosa durante a Operação Carnaval (EDSON LOPES JR/SECOM/Divulgação)

O grupo foi preso pelo crime de associação criminosa durante a Operação Carnaval (EDSON LOPES JR/SECOM/Divulgação)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 29 de janeiro de 2024 às 10h11.

Última atualização em 29 de janeiro de 2024 às 10h11.

Ao menos cinco homens, entre 25 e 28 anos, foram presos pela Polícia Civil de São Paulo por se passarem por vendedores ambulantes para aplicar golpes financeiros em foliões na tarde de sábado, 27, na Rua Lavradio, na Barra Funda, bairro da zona oeste da capital.

A quadrilha, que trocava os cartões bancários utilizados pelas vítimas na hora de pagar por mercadorias em blocos de carnaval, já tinha sido detida antes pelo mesmo crime.

O grupo foi preso pelo crime de associação criminosa durante a Operação Carnaval. "Os policiais apreenderam com os suspeitos 146 cartões de débito e crédito, cinco máquinas, R$ 1.602 em espécie, oito aparelhos celulares e duas bolsas. Ao serem questionados, os homens confessaram a prática da fraude", afirmou a polícia. Todos os objetos encontrados em posse deles foram apreendidos e encaminhados para perícia.

Conforme a polícia, o flagrante ocorreu após a equipe da 1ª Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur) ser informada que a quadrilha atuava vendendo bebidas em bloco de carnaval.

O caso foi registrado como associação criminosa pela 1ª Deatur do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope).

"Os presos relataram que tinham sido detidos doze dias antes pela mesma atividade criminosa, mas que foram liberados após audiência de custódia do Poder Judiciário", afirmou ainda a Polícia Civil.

Acompanhe tudo sobre:Cartões de créditoFraudesCarnaval

Mais de Brasil

Governo cria sistema de emissão de carteira nacional da pessoa com TEA

Governo de SP usará drones para estimar número de morte de peixes após contaminação de rios

8/1: Dobra número de investigados por atos golpistas que pediram refúgio na Argentina, estima PF

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

Mais na Exame