Polícia leva para local de buscas suspeitos de desaparecimento de Bruno Pereira e Dom Phillips

Agentes querem que suspeitos ajudem a elucidar possíveis pistas no local
 (Agência O Globo/Reprodução)
(Agência O Globo/Reprodução)
A
Agência O Globo

Publicado em 15/06/2022 às 14:50.

Última atualização em 15/06/2022 às 14:52.

Agentes da Polícia Federal levaram nesta quarta-feira os dois suspeitos presos pelo desaparecimento do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips para a área de buscas pela dupla, cujo paradeiro é desconhecido desde o dia 5 de julho.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

Oseney da Costa Oliveira, conhecido como Dos Santos, e o irmão de Amarildo da Costa de Oliveira, o Pelado, primeiro suspeito preso no caso, foram acompanhados de policiais em barcos. Investigadores acreditam que eles podem ajudar a elucidar possíveis pistas no local.

Oseney foi preso nesta terça-feira. A PF também apreendeu com ele cartuchos de armas de fogo e um remo, que serão periciados para identificação de eventual conexão com o desaparecimento.

Pelado admitiu ter visto Bruno no dia do desaparecimento e uma testemunha chave afirmou ter visto o suspeito carregar uma espingarda e fazer um cinto de munições pouco depois que Pereira e Phillips deixarem a comunidade de São Rafael com destino à Atalaia do Norte, na manhã do último domingo, data em que foram vistos pela última vez.

(Agência O Globo)

LEIA TAMBÉM: Embaixada se desculpa com família de Dom Phillips por dizer que corpos foram achados