Brasil

Polícia de SP faz nova operação em busca de traficantes na Cracolândia

Tarcísio de Freitas chegou a dizer que iria direcionar o fluxo de dependentes químicos para o bairro do Bom Retiro, mas voltou atrás

Policiais estão à procura de traficantes e os dependentes químicos que foram orientados a ficarem sentados no chão durante o trabalho da polícia (ROBERTO COSTA/CÓDIGO19//Estadão Conteúdo)

Policiais estão à procura de traficantes e os dependentes químicos que foram orientados a ficarem sentados no chão durante o trabalho da polícia (ROBERTO COSTA/CÓDIGO19//Estadão Conteúdo)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 23 de julho de 2023 às 08h41.

A Polícia Civil realiza na noite deste sábado mais uma operação na Cracolândia, região no bairro da Luz ocupada por traficantes e usuários de droga há mais de uma década. Policiais estão à procura de traficantes e os dependentes químicos que foram orientados a ficarem sentados no chão durante o trabalho da polícia, que fez uso de bombas de efeito moral.

A Secretaria de Segurança Pública informou que a operação está sendo conduzida pela 1ª Seccional (Centro) e está em andamento, Detalhes só serão fornecidos ao término dos trabalhos. São mais de 20 mandados de prisão e os traficantes teriam sido identificados por imagens de câmeras de segurança.

Transferência de usuários para o Bom Retiro

Nesta semana, o governador Tarcísio de Freitas chegou a informar que iria direcionar a Cracolândia para o Bairro do Bom Retiro, a 2 quilômetros de distância, mas voltou atrás depois que o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, disse que não tinha conhecimento da operação e considerou a informação um "mal entendido". O governador afirmou que buscaria alternativas.

A Cracolândia reúne diariamente centenas de dependentes químicos na região e, nos últimos dois meses, eles chegaram fazer saques em estabelecimentos comerciais, como farmácias. A estimativa é que cerca de mil usuários de droga frequentem o local diariamente. Pelo menos 200 deles costumam permanecer nas ruas do bairro, em barracas ou dormindo nas ruas.

No início de 2022, a Prefeitura de São Paulo realizou uma operação e retirou a Cracolândia da Praça Princesa Isabel, onde as barracas se aglomeravam. O local foi cercado.

Desde então, a Cracolândia se espalhou pela região, aumentando a sensação de insegurança a moradores e comerciantes.

A venda de droga costuma ser feita a céu aberto, em barracas, e provoca raglomeração diária de centenas de dependentes químicos, a maioria em situação de miséria ou condição degradante.

Nas últimas semanas, o "fluxo", como é chamada a aglomeração, se estabeleceu na Rua dos Gusmões.

O bairro da Luz concentra um grande polo cultural da cidade e há pelo menos 10 anos se planeja a revitalização da área. Estão situados no bairro a Sala São Paulo, a Tom Jobim (Escola de Música do Estado de São Paulo), Pinacoteca, Estação Pinacoteca, Museu da Língua Portuguesa, Museu de Arte Sacra, Estação Júlio Prestes e o Parque da Luz.

A arte dividia espaço com a Cracolândia até o "fluxo" ter saído da Praça Princesa Isabel e se esparramado por ruas da região, em direção à Avenida Rio Branco

Acompanhe tudo sobre:CracolândiaPolícia CivilTráfico de drogas

Mais de Brasil

Professores decidem manter greve nas universidades federais após nova oferta do governo Lula

Ao lado de Bolsonaro, Tarcísio e provável vice, Nunes diz que chapa será anunciada na semana que vem

FAB encerra neste sábado recebimento de doações ao Rio Grande do Sul

Censo 2022: Brasil tem 106,8 milhões de endereços, um aumento de 19,5% em relação ao Censo anterior

Mais na Exame