PF faz buscas em 5 estados e no DF contra corrupção na Infraero

Operação mira em crimes de associação criminosa, corrupção, violação de sigilo funcional e crimes licitatórios na Infraero
 (Germano Lüders/Exame)
(Germano Lüders/Exame)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 21/10/2020 12:46 | Última atualização em 21/10/2020 12:46Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira, 21 a Operação Índia para investigar suposto esquema de corrupção na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). A ofensiva mira em crimes de associação criminosa, corrupção, violação de sigilo funcional e crimes licitatórios.

Cerca de 30 agentes cumprem 19 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em cinco Estados - São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Paraná e Rio Grande do Norte.

De acordo com a PF, o esquema sob suspeita teria operado entre 2016 e 2018 envolvendo funcionários da Infraero e empresários dos ramos de turismo e de alimentação. As investigações apontam que o grupo fraudava licitações das áreas "lounge" e quiosques de alimentação nos aeroportos de Congonhas (São Paulo) e Santos Dumont (Rio de Janeiro), subavaliando as áreas e desqualificando dos certames empresas que não estivessem associadas ao grupo.

"Assim, permitia-se a contratação de propostas menos vantajosas para a Infraero em fraudes estimadas em cerca de R$ 10 milhões de reais", apontou a Polícia Federal em nota. Os investigadores dizem que as apurações tiveram início com a comunicação dos fatos pelo Ministério da Infraestrutura, após procedimento interno da própria Infraero.