PF combate comércio ilegal e exportação de pedras preciosas

Operação Soldner: a PF informa que a movimentação do grupo, ao longo da investigação, foi estimada em R$ 500 milhões

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 26, a Operação Soldner com o objetivo de combater e desarticular organização criminosa que atuava no comércio ilegal e exportação de minérios e pedras preciosas.

A PF informa que a movimentação do grupo, ao longo da investigação, foi estimada em R$ 500 milhões.

Cerca de 200 policiais federais cumprem 58 medidas judiciais, sendo 10 mandados de prisão temporária, 19 de busca e apreensão e 29 conduções coercitivas nos estados de Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal, São Paulo, Pará, Pernambuco e Tocantins.

A PF identificou que o minério e as pedras preciosas seguiam uma rota que passava por Portugal, Bélgica e Israel, tendo como destino final Dubai.

Os investigados responderão por crimes que vão desde a usurpação de matéria-prima da União a crime de formação de organização criminosa, dentre outros crimes correlatos.

O termo Soldner, segundo a PF, faz referência a mercenários para quem o valor do dinheiro é capaz de suprimir os próprios valores morais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.