PDT de Ciro vai apoiar pré-candidato do PT ao governo de Santa Catarina

O presidente estadual do PDT e ex-ministro do governo de Dilma Rousseff, Manoel Dias oficializou a aliança. Os pedetistas reivindicam a vaga ao Senado na chapa
PDT: A aliança estadual simboliza a união dos partidos que se divergem no plano nacional. Ciro Gomes intensificou os ataques ao PT e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Adriano Machado/Reuters)
PDT: A aliança estadual simboliza a união dos partidos que se divergem no plano nacional. Ciro Gomes intensificou os ataques ao PT e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Adriano Machado/Reuters)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 20/06/2022 08:15 | Última atualização em 20/06/2022 07:54Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O PDT, sigla do presidenciável Ciro Gomes, declarou apoio ao pré-candidato do PT ao governo de Santa Catarina, o ex-deputado federal Décio Lima. O presidente estadual do PDT e ex-ministro do governo de Dilma Rousseff, Manoel Dias oficializou a aliança. Os pedetistas reivindicam a vaga ao Senado na chapa.

Lima registrou o encontro nas redes sociais. "O ex-ministro Manoel Dias, presidente estadual do PDT confirmou a indicação da nossa pré-candidatura ao governo de Santa Catarina e comunicou que o PDT reivindica estar na composição da majoritária, na vaga ao Senado", escreveu.

A aliança estadual simboliza a união dos partidos que se divergem no plano nacional. Ciro Gomes intensificou os ataques ao PT e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Mas, nos bastidores, o PDT tem sido alvo de investidas de petistas que esperam atrair a sigla para o arco de alianças de Lula. Aliados do PT consideram o movimento importante para vencer as eleições no primeiro turno.

Apesar de ter atraído o PDT em Santa Catarina, a esquerda continua dividida. O PSB, legenda que abriga o pré-candidato à vice-presidência na chapa de Lula, Geraldo Alckmin, lançou a pré-candidatura de Dário Berger.

As diretorias nacionais do PT e PSB adiaram a reunião que aconteceria no último dia 15 para resolver impasses, como o de Santa Catarina, que impedem a aliança entre as legendas em alguns Estados do Brasil. A nova data ainda não foi confirmada.

LEIA TAMBÉM: 

Campanhas de Tebet e Ciro articulam pacto de não agressão e agenda comum