• AALR3 R$ 20,13 -0.35
  • AAPL34 R$ 68,66 2.82
  • ABCB4 R$ 16,83 0.84
  • ABEV3 R$ 14,03 0.07
  • AERI3 R$ 3,88 6.59
  • AESB3 R$ 10,84 1.31
  • AGRO3 R$ 31,02 0.91
  • ALPA4 R$ 20,77 1.52
  • ALSO3 R$ 19,42 2.16
  • ALUP11 R$ 27,20 1.49
  • AMAR3 R$ 2,50 3.73
  • AMBP3 R$ 31,39 4.46
  • AMER3 R$ 23,98 2.17
  • AMZO34 R$ 65,80 -1.26
  • ANIM3 R$ 5,67 4.04
  • ARZZ3 R$ 79,67 -2.08
  • ASAI3 R$ 15,86 -0.63
  • AZUL4 R$ 21,73 2.99
  • B3SA3 R$ 12,12 0.66
  • BBAS3 R$ 38,55 4.19
  • AALR3 R$ 20,13 -0.35
  • AAPL34 R$ 68,66 2.82
  • ABCB4 R$ 16,83 0.84
  • ABEV3 R$ 14,03 0.07
  • AERI3 R$ 3,88 6.59
  • AESB3 R$ 10,84 1.31
  • AGRO3 R$ 31,02 0.91
  • ALPA4 R$ 20,77 1.52
  • ALSO3 R$ 19,42 2.16
  • ALUP11 R$ 27,20 1.49
  • AMAR3 R$ 2,50 3.73
  • AMBP3 R$ 31,39 4.46
  • AMER3 R$ 23,98 2.17
  • AMZO34 R$ 65,80 -1.26
  • ANIM3 R$ 5,67 4.04
  • ARZZ3 R$ 79,67 -2.08
  • ASAI3 R$ 15,86 -0.63
  • AZUL4 R$ 21,73 2.99
  • B3SA3 R$ 12,12 0.66
  • BBAS3 R$ 38,55 4.19
Abra sua conta no BTG

Os 3 estados do Brasil onde o maior foco da covid-19 não está na capital

Enquanto na maior parte do país a doença se consolidou antes nas capitais, nestes lugares a realidade foi muito diferente
 (Divulgação/Leonardo Silveira / Prefeitura de Vitória)
(Divulgação/Leonardo Silveira / Prefeitura de Vitória)
Por Gilson Garrett Jr.Publicado em 25/06/2020 17:43 | Última atualização em 25/06/2020 17:57Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Em alguns estados brasileiros, a pandemia da covid-19 está tendo uma dinâmica um pouco diferente do resto do país.

Em Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Santa Catarina, as capitais não são o maior foco da doença e onde está concentrado o maior número de casos, situação diferente do resto do país.

Um levantamento feito pela EXAME, com dados da secretarias estaduais da Saúde destes estados mostra que municípios do interior chegam a registrar até o dobro de infecções. Fato que tende a agravar ainda mais a crise de saúde, uma vez que cidades menores têm menos leitos de UTI disponíveis.

Em Mato Grosso do Sul, Dourados, a segunda maior cidade do estado, registra 2.247 casos confirmados de coronavírus. A capital, Campo Grande, tem 1.554.

O estado, em que há flexibilização da quarentena, tem um total de 6.523 casos confirmados e 61 mortes. Em um mês, registrou um aumento de 670% no número de infectados pelo coronavírus.

Chapecó, no interior de Santa Catarina, tem 2.287 casos, o dobro de Florianópolis que registra 1.208. A capital tem ainda menos testes positivos para o SARS-CoV-2 que Itajaí, no litoral norte, com 1.462 confirmações.

Nesta semana, Florianópolis, que tinha começado um processo de reabertura gradual da economia, voltou a fechar shoppings, academias e proibir o acesso às praias da ilha.

A capital do Espírito Santo, Vitória, também está em terceiro lugar em número de casos no estado, com 6.266.

Diferentemente de Mato Grosso do Sul e de Santa Catarina, as outras duas cidades com mais casos no estado, ao lado da capital, não estão no interior mas na Grande Vitória.

Serra é a cidade com mais casos no Espírito Santo, com 6.382, seguida de Vila Velha, com 6.308. O estado tem um total de 38.483 infectados e 1.463 mortes.

Em SP, covid-19 avança para o interior

Pela primeira vez desde o início da pandemia, o número acumulado de mortes por covid-19 no interior de São Paulo superou o da capital. O balanço foi divulgado pela Secretaria da Saúde em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 25.

De acordo com o governo, a capital paulista tem 6.675 vítimas e o interior 6.677. O mesmo acontece com os casos confirmados de coronavírus, que são 113.261 na cidade de São Paulo e 125.561 no interior do estado.