Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

"O desleal espera o mundo desabar na sua cabeça", cita Bebianno em post

Considerado um dos homens fortes do presidente Jair Bolsonaro, ministro está com seu cargo por um fio desde a revelação de esquema de candidatos laranja

São Paulo - No centro da maior crise desde o início do governo de Jair Bolsonaro e com seu cargo por um fio, o ministro Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência) postou nesta madrugada em sua conta no Instagram um texto sobre lealdade. A mensagem ficou indisponível para não seguidores pouco depois.

O texto, atribuído ao escritor brasileiro Edgard Abbehusen,  afirma "saímos de qualquer lugar com a cabeça erguida ao carregar no coração a lealdade. É ela quem conduz os passos das pessoas que jamais irão se perder do caminho" e que "uma pessoa leal, sempre será leal. Já o desleal, coitado, viverá sempre esperando o mundo desabar na sua cabeça", segundo imagem postada no site UOL

Bebianno, que era considerado um dos homens fortes do governo Bolsonaro, está em uma situação delicada desde o último domingo, quando o jornal Folha de S.Paulo revelou um esquema envolvendo candidaturas laranjas no PSL no período em que o ministro comandava a legenda.

Questionado sobre sua permanência no cargo, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência respondeu que tinha conversado com o presidente em três momentos na última terça-feira (12). No Twitter, Carlos Bolsonaro disse que a versão era "uma mentira absoluta" e, em seguida, postou um áudio de uma conversa do presidente com seu ministro.

O caso gerou reações do alto escalão do governo, dos militares e até do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que defenderam a permanência do ministro.

No fim da manhã de ontem (15), Bebianno foi informado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onix Lorenzoni, de que permaneceria no governo. Horas depois, após uma conversa ríspida com o presidente, o destino do ministro teria sido revertido novamente. A expectativa é de que sua demissão seja oficializada na próxima segunda-feira. Pessoas próximas a Bebianno afirmaram que caso a demissão se confirme a tendência é que ele saia “atirando”

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também