Brasil

Novo chanceler diz que brasileiros se revoltam contra marxismo

"Os brasileiros nos revoltamos contra a ideologia que nos dominou, aberta ou insidiosamente, por muito tempo", escreveu o diplomata Ernesto Fraga Araújo

Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo: Em artigos e blogs, futuro ministro tem um discurso alinhado com o do presidente eleito  (Valter Campanato/Agência Brasil)

Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo: Em artigos e blogs, futuro ministro tem um discurso alinhado com o do presidente eleito (Valter Campanato/Agência Brasil)

Mariana Desidério

Mariana Desidério

Publicado em 18 de novembro de 2018 às 10h56.

Última atualização em 18 de novembro de 2018 às 11h03.

São Paulo – O diplomata Ernesto Fraga Araújo, ministro das Relações Exteriores anunciado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, publicou um novo texto em seu blog neste sábado. No post, Araújo ataca mais uma vez o que chama de globalismo e diz que os brasileiros se revoltaram contra a ideologia marxista. O post é o primeiro desde que Araújo foi anunciado como futuro ministro do Itamaraty.

O diplomata já se colocou abertamente contra o que chama de ideologia globalista. Em suas palavras, “globalismo é a globalização econômica que passou a ser pilotada pelo marxismo cultural. Essencialmente é um sistema anti-humano e anti-cristão".

No novo texto, o futuro chanceler fala sobre o que, na sua visão, é a diferença entre ideias e ideologia, e afirma que “ao repudiar a ideologia, é preciso ter cuidado para não deixarmos de ter ideias”. Resumindo o pensamento de Araújo: um pensamento ideológico é manipulado, ao passo que as ideias são “a essência viva da mente humana”.

O diplomata busca convencer os leitores de que, diferente dos globalistas, seu pensamento não é ideológico. “Ninguém quer substituir uma ideologia por outra. Mas não se deve, tampouco, substituir a ideologia pelo vazio, pelo mecanicismo, pela tautologia, pela superficialidade. Para vencer a ideologia há que voltar a pensar, e não deixar de pensar, sob a desculpa de que qualquer pensamento é ideológico”, escreve.

Araújo afirma que “os brasileiros nos revoltamos contra a ideologia que nos dominou, aberta ou insidiosamente, por muito tempo, sob a forma do marxismo escancarado ou mais frequentemente do globalismo com suas várias vertentes. Agora, essa ideologia tenta metamorfosear-se para seguir dominando. Uma perigosa metamorfose ocorreria se, em nome do fim da ideologia, nos submetêssemos à proibição de pensar e de ter ideias” (veja o post completo).

No final de setembro, ele iniciou um blog chamado “Metapolítica 17: contra o globalismo” em que usa seu nome real e deixa claro sua identidade. No blog, há posts com opiniões controversas sobre temas diversos, das mudanças climáticas às fake news passando pelo Partido dos Trabalhadores.

Mais de Brasil

Convenção para oficializar chapa Boulos-Marta em SP terá Lula e 7 ministros do governo

Convenção do PRTB e disputas judiciais podem barrar Pablo Marçal na disputa em SP; entenda

TSE divulga perfil do eleitor que vai às urnas em outubro; veja qual é

Brasil terá mais de 155 milhões de eleitores nas eleições municipais de 2024

Mais na Exame