Não há hipótese de racionamento de energia ou apagão em 2022, diz ministro

O Brasil sofreu em 2021 com o pior nível de chuvas dos últimos 90 anos
Bento Albuquerque: "Não há hipótese de racionamento de energia ou apagão em 2022" (Reuters/Adriano Machado)
Bento Albuquerque: "Não há hipótese de racionamento de energia ou apagão em 2022" (Reuters/Adriano Machado)
Por ReutersPublicado em 31/01/2022 14:06 | Última atualização em 31/01/2022 14:06Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, descartou nesta segunda-feira a possibilidade de racionamento de energia ou apagões neste ano.

"Não há hipótese de racionamento de energia ou apagão em 2022", disse ele, durante entrevista transmitida pelo Facebook de Jair Bolsonaro e acompanhada pelo presidente e outros ministros.

O Brasil sofreu em 2021 com o pior nível de chuvas dos últimos 90 anos. A escassez de chuvas reduziu drasticamente a geração hidrelétrica, principal fonte da matriz brasileira, e levou o país a acionar todo o parque termelétrico, além de realizar importações de energia de vizinhos.

O período úmido tem se mostrado positivo desde dezembro, com chuvas acima da média histórica em várias regiões contribuindo para a recuperação dos principais reservatórios das hidrelétricas.