Na Paulista, morre outro morador de rua após madrugada fria

Segundo uma testemunha, o morador em situação de rua morreu após apresentar convulsões

São Paulo -- Na madrugada em que São Paulo teve a segunda menor temperatura de 2016, mais um morador de rua morreu, desta vez na calçada da Avenida Paulista, na região central. Na sexta-feira, 10, um homem que dormia na rampa de acesso à Estação Belém do metrô, na zona leste, também morreu possivelmente por causa da baixa temperatura.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), o corpo de Adilson Roberto Justino foi achado na Avenida Paulista por volta das 4 horas deste domingo, 12, sem sinais de violência física. Segundo uma testemunha, Justino morreu após apresentar convulsões.

O local passou por perícia e o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML). Na madrugada deste domingo, a capital teve mínima de 6,1ºC, afirmou o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O índice é o segundo menor de 2016, menor apenas do que os 5,5ºC registrados na sexta-feira, 10.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.