Brasil
Acompanhe:

Na Argentina, Lula participa de cúpula da Celac nesta terça-feira

Os membros da cúpula devem assinar uma declaração conjunta e cartas temáticas após o encontro

 (Ricardo Stuckert/PR/Flickr)

(Ricardo Stuckert/PR/Flickr)

D
Da Redação

24 de janeiro de 2023, 06h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa nesta terça-feira, 24, da sétima reunião da cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), em Buenos Aires, na Argentina.

O Brasil voltou a integrar o bloco no dia 5 de janeiro, depois de um período de afastamento, durante o governo Bolsonaro. Na reunião, os chefes de Estado dos 33 países que fazem parte da Celac devem discutir assuntos de interesse comum, como energia nuclear e combate ao tráfico de drogas.

Os membros da cúpula devem assinar uma declaração conjunta e cartas temáticas após o encontro.

À tarde, Lula almoçará com o Presidente da Argentina, Alberto Fernández. Em seguida, tem audiência com o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), Qu Dongyu.

Lula também tem encontro marcado com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel; com a primeira-ministra de Barbados, Mia Mottley; e com o presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel.

Lula chegou a Buenos Aires na noite deste domingo, 22, para a primeira rodada de viagens internacionais desde que assumiu a Presidência da República.

Lula desembarcou no Aeroparque Jorge Newbery pouco depois das 21h, com a primeira-dama, Rosângela Silva, e uma comitiva de seis ministros. O presidente brasileiro foi recebido pelo ministro das Relações Exteriores da Argentina, Santiago Cafiero. 

Nesta segunda-feira, 23, Lula se encontrou com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, na Casa Rosada. Na quarta-feira, 25, antes de voltar a Brasília, o presidente brasileiro irá a Montevidéu, no Uruguai, onde almoçará com o presidente do país, Luis Alberto Lacalle Pou. Lula também deve encontrar o ex-presidente José Mujica.

Participam da comitiva presidencial os ministros Fernando Haddad (Fazenda), Mauro Vieira (Relações Internacionais), Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social), Nísia Trindade (Saúde), Márcio Macêdo (Secretaria-Geral) e Luciana Santos (Ciência e Tecnologia).

Durante a viagem, o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) assume a Presidência de forma interina. O ex-governador de São Paulo despachará no gabinete de Lula, no Palácio do Planalto.

As próximas viagens de Lula devem ser para os Estados Unidos, em fevereiro, e para a China, em março.

O que esperar de Lula 3 na política internacional? Ataques a Brasília dão primeiras pistas