Brasil

Municípios de MT voltam a recomendar uso de máscaras contra a covid-19; entenda

Por enquanto, a recomendação vale para Água Boa (736 km de Cuiabá), Nova Xavantina (651 km de Cuiabá) e Cáceres (218,1 km de Cuiabá)

No município de Água Boa, segundo boletim da Secretaria Municipal de Saúde, foram registrados 30 casos positivos no período de 1º a 25 deste mês (Ricardo Wolffenbuttel/Governo de SC/Agência Brasil)

No município de Água Boa, segundo boletim da Secretaria Municipal de Saúde, foram registrados 30 casos positivos no período de 1º a 25 deste mês (Ricardo Wolffenbuttel/Governo de SC/Agência Brasil)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 29 de janeiro de 2024 às 14h40.

Última atualização em 29 de janeiro de 2024 às 15h15.

Três municípios de Mato Grosso voltaram a recomendar à população o uso de máscaras como medida preventiva contra a covid-19 nas unidades de saúde e em locais de grande movimento. A orientação acontece devido ao aumento de casos da doença.

Por enquanto, a recomendação vale para Água Boa (736 km de Cuiabá), Nova Xavantina (651 km de Cuiabá) e Cáceres (218,1 km de Cuiabá).

Em Cáceres, segundo boletim da Coordenação de Vigilância em Saúde, foram confirmados 185 casos até o dia 25 deste mês. Desse total, 157 pessoas são monitoradas, 14 estão internadas e 14 já receberam liberação. Não há registro de óbito.

Para o secretário municipal de Saúde, Vitor Miguel Oliveira, a medida oferece uma “camada” adicional de proteção e serve como uma ferramenta para conter a propagação do vírus. “O uso de máscara não é apenas uma precaução individual, mas uma expressão de responsabilidade coletiva”, disse, acrescentando que “ao adotar essa prática, os indivíduos contribuem para a proteção da comunidade, especialmente daqueles que são mais vulneráveis”.

No município de Água Boa, segundo boletim da secretaria municipal de Saúde, foram registrados 30 casos positivos no período de 1º a 25 deste mês. Desses, 15 permanecem em isolamento domiciliar e um evoluiu para óbito. Em Nova Xavantina, foram registrados, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, dois casos.

Nova subvariante

Mato Grosso entrou em estado de alerta depois que o Laboratório Central (Lacen) da Secretaria de Estado de Saúde sequenciou e identificou uma nova subvariante do coronavírus, chamada JN 2.5, integrante da família da ômicron. Até então, essa cepa não havia sido identificada no Brasil.

A Superintendência de Vigilância em Saúde do Estado orienta que a população fique alerta em relação a sintomas gripais e utilize máscara em caso de gripe ou resfriado. Além disso, pede atenção especial à higienização das mãos, com uso de sabão e/ou álcool 70%.

Outra medida essencial frisada pelos especialistas é manter a vacinação contra o coronavírus em dia. “Somente a imunização é eficaz na prevenção contra a doença”, ressaltou a superintendente de vigilância em saúde, Alessandra Moraes.

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusTodos contra o coronavírus

Mais de Brasil

Novo oficializa candidatura de Marina Helena à prefeitura de SP com coronel da PM como vice

Estudo da Nasa aponta que Brasil pode ficar 'inabitável' em 50 anos; entenda

Temperatura acima de 30°C para 13 capitais e alerta de chuva para 4 estados; veja previsão

Discreta, Lu Alckmin descarta ser vice de Tabata: 'Nunca serei candidata'

Mais na Exame