Movimentos repudiam ocultação de doadores em campanhas eleitorais

Uma das propostas da reforma política garante sigilo a eleitores que contribuírem com até três salários mínimos para campanhas eleitorais

Movimentos sociais e organizações divulgaram nesta terça-feira, 15, nota pública em repúdio à proposta da reforma política que garante sigilo a eleitores que contribuírem com até três salários mínimos para campanhas eleitorais.

Esses nomes seriam de conhecimento apenas da Justiça Eleitoral. 

A medida está no relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP), assim como o distritão e o fundo eleitoral, aprovada em uma das comissões da Câmara.

São signatários Movimento Transparência Partidária, Instituto Não Aceito Corrupção, Movimento Acredito, Movimento Agora, Instituto Ethos, Open Knowledge Brasil, Transparência Brasil, Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e Vem Pra Rua.

A nota defende que essas informações sejam públicas “para que a sociedade possa acompanhá-las, compreendê-las e colaborar com os órgãos de controle oficias para evitar e coibir eventuais desvios e/ou abusos”. 

Como o jornal O Estado de S. Paulo mostrou em julho, se a proposta estivesse em vigor nas eleições municipais de 2016, teria escondido 86% das contribuições de pessoas físicas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.