Ministro admite racha no PSB, mas defende apoio ao governo

Ontem, deputados do PSB ajudaram a obstruir a leitura do parecer da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, reconheceu nesta terça-feira que existem divisões em seu partido, o PSB, mas defendeu que a legenda apoie o governo do presidente Michel Temer.

Falando a jornalistas depois de o PSB ter ajudado a oposição na obstrução da leitura do parecer da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara na véspera, Coelho Filho disse que a reforma é um tema caro ao partido e precisa ser debatida.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.