Ministra da Agricultura, Tereza Cristina é diagnosticada com covid-19

Ela não estava na comitiva do presidente Bolsonaro em Nova York para a Assembleia-Geral da ONU
 (Getty Images/Andre Coelho/Bloomberg)
(Getty Images/Andre Coelho/Bloomberg)
Por Agência O GloboPublicado em 24/09/2021 09:14 | Última atualização em 24/09/2021 09:21Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta sexta-feira que foi diagnosticada com Covid-19. Ela é a segunda ministra do governo Bolsonaro infectada nos últimos dias, após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, também ser diagnosticado com a doença. Cristina, entretanto, não estava na comitiva do governo brasileiro para a Assembleia-Geral das Nações Unidas.

  • Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.

Segundo as redes sociais da ministra, nesta quinta-feira ela esteve com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, e o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad.

— Bom dia! Informo a todos que testei positivo para Covid-19. Estou bem. Cancelei meus compromissos presencaisi e permanecerei em isolamento durante o período de orientação médica — disse Tereza Cristina.

Além dela, cerca de 50 pessoas que participaram da viagem aos Estados Unidos também estão em isolamento por determinação da Anvisa, incluindo o presidente Jair Bolsonaro, que permanece no Palácio da Alvorada. A comitiva será testada no final de semana e, se receber um resultado negativo, poderá voltar às atividades presenciais na próxima semana.

Na última quarta-feira, o secretário de Comunicação da Presidência, Adnré Costa afirmou que Bolsonaro está assintomático e que seguirá no Palácio do Alvorada até o período de cinco dias após o último contato com Queiroga, que se deuterça-feira. Esse regramento, previsto no guia do Ministério da Saúde epidemiológico para o vírus, valerá para todos os outros.

— O presidente encontra-se no Alvorada, totalmente assintomático, e seguirá essas orientações — disse André Costa.