• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Ministério da Saúde inclui Coronavac na vacinação nacional de crianças

A vacina do Butantan foi autorizada pela Anvisa na quinta-feira para uso emergencial em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos
 (Agência Brasil/Breno Esaki/Agência Saúde DF)
(Agência Brasil/Breno Esaki/Agência Saúde DF)
Por Gilson Garrett JrPublicado em 21/01/2022 19:16 | Última atualização em 21/01/2022 19:56Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O Ministério da Saúde anunciou, nesta sexta-feira, 21, que incluiu a Coronavac no Programa Nacional de Imunizações (PNI) para vacinar crianças contra a covid-19. Desde que foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a aplicação em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos, na quinta-feira, o governo federal não tinha informado se colocaria o imunizante na estratégia nacional.

  • Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam seu bolso.

De acordo com a pasta, o governo federal tem 6 milhões de doses da vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em estoque, e os estados outras 3 milhões. Essas doses já podem ser utilizadas. Além disso, o Ministério da Saúde vai questionar o laboratório paulista sobre qual o quantitativo disponível do imunizante.

Segundo o Butantan, o laboratório tem 15 milhões de doses da vacina contra a covid-19 para o uso em crianças e adolescentes prontas para serem distribuídas aos estados.

Na segunda-feira, 17, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que assim que a Anvisa liberasse a vacina pediátrica da Coronavac, a pasta “iria avaliar” para que o imunizante fosse disponibilizado dentro do PNI. Na quinta-feira, ele chegou a postar em uma rede social que todas as vacinas aprovadas pela Anvisa pertenciam ao governo federal, mas sem especificar que havia feito a aquisição da Coronavac.

Poucas horas após a deliberação da Anvisa, o estado de São Paulo vacinou de forma simbólica, as primeiras crianças com o imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

O governo federal já utiliza a vacina da Pfizer em crianças entre 5 e 11 anos. O governo federal recebeu aproximadamente 2,5 milhões de doses da vacina pediátrica da Pfizer. Um novo lote, com 1,8 milhão, está previsto para chegar no dia 24 de janeiro. A aplicação é realizada em todo o Brasil desde o último fim de semana, começando pelas crianças com comorbidades.

Vacina é a mesma usada em adultos

Diferentemente da vacina da Pfizer, que tem uma fórmula específica para as crianças (cerca de um terço da adulta), a Coronavac é a mesma utilizada para a população pediátrica. O esquema vacinal também é o mesmo para menores de 18 anos, com duas doses, e intervalo de duas a quatro semanas. Isso poderia ajudar a acelerar a vacinação, uma vez que estados têm estoques de Coronavac.

Para adultos, a vacina do Butantan está autorizada desde o dia 17 de janeiro de 2021, de forma emergencial. O laboratório paulista nunca fez o pedido de uso definitivo, por isso, a Anvisa precisou fazer uma avaliação separada para a aplicação em crianças, conforme a legislação.

O imunizante, desenvolvido em parceria com o laboratório chinês Sinovac, é utilizado em crianças em diversos países do mundo, como Chile e Indonésia. Somente na China, mais de 140 milhões de crianças de 3 a 11 anos já receberam a vacina.