Militantes fazem ato a favor do governo em Fortaleza

O ato atraiu a atenção de quem passava pelo local, que recebe também amanhã (18) manifestação organizada pelo PT

Fortaleza - Sob chuva fina, militantes e representantes de entidades que compõem a Frente Brasil Popular fizeram na manhã de hoje (17) uma tribuna popular na Praça do Ferreira, no centro de Fortaleza,  para marcar posição de apoio ao governo Dilma Rousseff e à nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil.

O ato atraiu a atenção de quem passava pelo local, que recebe também amanhã (18) manifestação organizada pelo PT.

A dona de casa Alessandrina de Sousa resolveu acompanhar as falas na tribuna. Ao falar sobre o temor de que Dilma seja retirada da presidência, ela se emociona.

“Eu sempre votei no Lula porque foi só onde eu vi futuro para o pobre. Nos governos do Collor e do Fernando Henrique, a gente não tinha dinheiro nem para comprar 100 gramas de carne. Depois que o Lula foi para a presidência, melhorou tudo. Eu estou chorando por ele e porque não quero que a Dilma saia do governo.”

Para o presidente do Sindicato dos Bancários, Carlos Eduardo Bezerra Marques, o ato da Frente Brasil Popular aponta para uma retomada do diálogo entre governo e movimentos sociais a partir da posse de Lula como ministro da Casa Civil.

Ele ressalta que esse diálogo deve acontecer visando o fortalecimento das instituições democráticas.

“Os rumos golpistas que estão sendo tomados no país trazem um risco de interrupção democrática, que deve ser evitada a todo custo. Não é demonizando aqueles que têm a capacidade de retomar o país para o crescimento e para a justiça social que vamos melhorar a vida dos trabalhadores. Esta jovem democracia completa, em 2016, 28 anos, o maior período de experiência democrática no nosso país. Ela tem que ser preservada e o maior ícone dessa vitória democrática é a liderança de Lula.”

Fachada depredada

Em Sobral, a 231 quilômetros da capital, a fachada do diretório municipal do PT foi depredada durante a madrugada de hoje. Vândalos jogaram tinta, solvente e cola e pregaram cartazes com a frase "Fora PT".

Segundo a presidenta do diretório, Christianne Aguiar Coelho, a Guarda Municipal flagrou o ato e o grupo fugiu.

"A depredação nos causou indignação e surpresa. Coisas desses tipo nunca havia ocorrido. Consideramos isso um desrespeito à instituição e à democracia", declarou. Durante a tarde, integrantes do diretório limparam e pintaram a fachada do prédio.

Segundo Christianne, além dos fatos em torno da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil, o ato de vandalismo também pode ser atribuído ao clima da política local. Segundo ela, já há uma pré-campanha na cidade em torno das eleições municipais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também