Manifestantes atacam Congresso e STF e defendem Bolsonaro

No dia em que o Brasil chega ao número de mais de 7.500 pessoas mortas pela covid-19, manifestantes furam o isolamento social e se aglomeram em Brasília

Aos gritos de "Fora Maia!" uma carreata de manifestantes pró-Bolsonaro tomou conta da Esplanada dos Ministérios na manhã deste domingo, 3. Dentro de centenas de carros, gritam palavras de ordem contra o presidente da Câmara dos Deputados e o Supremo Tribunal Federal (STF).

No dia em que o Brasil chega ao número de mais de 100 mil pessoas contaminadas pela covid-19, com mais de 7.500 pessoas mortas, os manifestantes furam o isolamento social e se aglomeram em frente ao Museu da República, e da Catedral de Brasília. É dia de sol e calor em Brasília. Nas calçadas, ambulantes vendem bandeiras do Brasil. Muitas pessoas também circulam a pé e de bicicleta pela área.

Um carro de som é usado pelos manifestantes, que gritam palavras de ordem e de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, que desde o início da pandemia minimiza a doença, diz que não se trata de nada grave e insiste em convencer as pessoas a irem para a rua, uma posição que seu próprio Ministério da Saúde, além de todas as autoridades e especialistas do Brasil e do mundo, rejeitam duramente.

A Polícia Rodoviária Federal acompanha a movimentação. A previsão é que sigam pela Esplanada até a Praça dos Três Poderes. Brasília tem registrado, até o momento, um número baixo de casos de contaminações e mortes por covid-19, porque boa parte da população tem respeitado as medidas de isolamento impostas pelo governo do Distrito Federal.

Nos últimos dias, porém, tem aumentado o número de pessoas circulando pela cidade, apesar de as estatísticas indicarem que o coronavírus ainda não chegou ao pico em nenhuma região do País. Em todos os locais, os números de casos e mortes são ascendentes.

Neste sábado, 2, Bolsonaro saiu do Palácio do Alvorada e visitou cidades de Goiás. Desrespeitando completamente todas as recomendações de isolamento social, o presidente causou aglomerações, abraçou pessoas e disse que as medidas de proteção são "uma irresponsabilidade".

Manifestação: A Polícia Rodoviária Federal acompanha a movimentação. A previsão é que sigam pela Esplanada até a Praça dos Três Poderes.

Manifestação: A Polícia Rodoviária Federal acompanha a movimentação. A previsão é que sigam pela Esplanada até a Praça dos Três Poderes. (Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)

Manifestação: boa parte da população de Brasília tem respeitado as medidas de isolamento impostas pelo governo do Distrito Federal, mas nos últimos dias tem aumentado o número de pessoas circulando

Manifestação: boa parte da população de Brasília tem respeitado as medidas de isolamento impostas pelo governo do Distrito Federal, mas nos últimos dias tem aumentado o número de pessoas circulando (Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.