Mesmo com proibição do TJ, motoristas vão parar ônibus em SP

Sindicato dos condutores e cobradores afirmou que não vai acatar decisão e que vai manter greve de ônibus da meia noite às 8 horas de amanhã

São Paulo -- Mesmo após a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo proibindo a paralisação de motoristas de ônibus e cobradores durante a greve geral na capital paulista, o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo afirmou que vai manter a suspensão dos serviços na manhã de amanhã, dia 15 de março. 

Segundo a assessoria de imprensa do sindicato, a categoria não vai acatar a decisão do TJ porque acredita que o Tribunal Regional do Trabalho é que seria a corte adequada para julgar esse caso. Além disso, o sindicato afirma que não foi comunicado oficialmente da decisão da Justiça paulista.

O sindicato afirma ainda que vai parar os ônibus da capital entre a meia noite e as 8 horas da manhã de amanhã em apoio à greve geral contra as reformas da previdência e trabalhista do governo Michel Temer (PMDB).

Além dos ônibus, cinco linhas do Metrô devem ficar paradas na capital amanhã durante o dia todo, segundo o sindicato dos metroviários de São Paulo. O governador Geraldo Alckmin afirmou que entrou na Justiça para tentar barrar a greve do setor, mas nenhuma decisão havia sido comunicada até as 18 horas desta terça-feira.

Já o sindicato dos ferroviários informou que vai manter o funcionamento normal dos trens da CPTM amanhã no estado.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.