Meirelles: Morte de Marielle mostra necessidade de intervenção

Para o ministro da Fazenda, quando se começa a misturar violência de roubos e tráfico com violência política a situação fica preocupante

Brasília - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta quinta-feira, 15, que o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) é "absolutamente inaceitável" e mostra a necessidade de intervenção federal na segurança do Estado do Rio de Janeiro.

"Não há dúvida de que isso deve ser coibido, os criminosos devem ser punidos. É um sinal preocupante quando se começa a misturar violência de roubos e tráfico com violência política. Isso não caminhou bem em outros países que caminharam nessa direção", disse, em entrevista ao jornalista José Luiz Datena, da Rádio Bandeirantes.

A vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL), de 38 anos, foi morta a tiros na noite de quarta dentro do carro em que seguia para casa. O ataque à Marielle ocorreu na Rua Joaquim Palhares, no centro do Rio. Ela voltava de um evento na Lapa quando foi atingida. O homem que dirigia o carro que levava a vereadora também morreu baleado.

Marielle ficou conhecida como militante do movimento negro e de direitos humanos, com denúncias recentes de violência policial contra moradores de favelas no Rio.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.