Meirelles diz que, se eleito, enviará reformas ao Congresso no 1º dia

Para pré-candidato, época de dinheiro barato no mercado internacional está sendo finalizada e isso significa a normalização da atividade econômica

São Paulo - O ex-ministro da Fazenda e pré-candidato do MDB à Presidência da República, Henrique Meirelles, disse ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, que encaminhará as reformas da Previdência e a tributária ao Congresso logo no primeiro dia de governo, caso venha a ser eleito.

De acordo com ex-ministro, a época do excesso de liquidez e dinheiro barato no mercado internacional está sendo finalizada. Para ele isso é normal e positivo porque, em última análise, significa a normalização da atividade econômica.

"Para o Brasil significa que precisamos de políticas saudáveis. Ou seja, contas públicas saudáveis, inflação na meta, uma política monetária saudável de maneira que possamos não estar dependentes de fluxos de recursos internacionais", disse Meirelles, acrescentando que para isso é necessário fazer a reforma da Previdência e a tributária.

"Encaminharei a reforma da Previdência imediatamente, no primeiro dia, e também a tributária", disse ao responder sobre em quanto tempo encaminharia a reforma da Previdência caso venha a ser eleito.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.