Brasil

Maria do Rosário tem 29,2% e Mello, 28%, em Porto Alegre, aponta pesquisa Futura Inteligência

Na terceira posição, Juliana Brizola (PDT) aparece com 10%, seguida por Any Ortiz (Cidadania), que aparece com 5,8%, e Dr. Thiago (União), com 5,1%

 (Câmara dos Deputados/Assembleia de POA/Reprodução)

(Câmara dos Deputados/Assembleia de POA/Reprodução)

André Martins
André Martins

Repórter de Brasil e Economia

Publicado em 3 de julho de 2024 às 11h01.

Tudo sobreEleições 2024
Saiba mais

A deputada federal e pré-candidata à prefeitura de Porto Alegre, Maria do Rosário (PT), tem 29,2% das intenções de voto, e o atual prefeito, Sebastião Melo (MDB), 28%, de acordo com a pesquisa da empresa 100% Cidades, em parceria com a Futura Inteligência, obtida com exclusividade pela EXAME. Pela margem de erro da pesquisa, há empate técnico entre o atual prefeito e a deputada.

Na terceira posição, Juliana Brizola (PDT) aparece com 10%, seguida por Any Ortiz (Cidadania), que aparece com 5,8%, e Dr. Thiago (União), com 5,1%. Luciano Zucco (PL) tem 3,1% das intenções de voto, e Felipe Camozzato (Novo) aparece com 2,9%. Ainda há um considerável número de eleitores indecisos ou que preferem votar nulo ou em branco, representando 7,8% e 7,9%, respectivamente.

  • Maria do Rosário (PT): 29,2%
  • Sebastião Melo (MDB): 28%
  • Juliana Brizola (PDT): 10%
  • Any Ortiz (Cidadania): 5,8%
  • Doutor Thiago Duarte (União): 5,1%
  • Luciano Zucco (PL): 3,1%
  • Felipe Camozzato (Novo): 2,9%
  • Indecisos: 7,8%
  • Voto branco/nulo: 7,9%

Outros cenários

Maria do Rosário lidera em todas as simulações de primeiro turno realizadas pelo instituto de pesquisa. Sem Juliana Brizola, a pré-candidata do PT aparece com 29,6%, seguida por Melo com 27,2%. Ortiz tem 8,9% nesse cenário, enquanto Duarte aparece com 6,5% e Luciano Zucco, 5,9%. Camozzato avança 1 ponto percentual e chega a 4,2%.

No terceiro cenário, sem o Dr. Thiago e com Fabiana Sanguiné, Rosário tem 28,6% e Melo, 28,5%. Brizola aparece na segunda posição com 10,6%. Os demais candidatos não têm variação significativa nessa projeção.

No último cenário estimulado, Rosário aparece com 28,1%, Melo com 25,3% e Juliana Brizola com 10,1%. Comandante Nádia (PL), incluída nesse cenário no lugar de Luciano Zucco, tem 9,6%. Dr. Thiago Duarte aparece com 7,9% e Delegada Nadine surge com 4%.

José Luiz Soares Orrico, fundador e diretor técnico da Futura Inteligência, afirma que Melo tinha uma situação confortável para uma reeleição tranquila até as enchentes que atingiram Porto Alegre, o que fortaleceu a candidata da oposição.

"Após as enchentes, o processo ficou indefinido. A campanha e a exploração do que foi feito ou não foi feito pelo prefeito é o que deve pautar a eleição. A candidata Maria do Rosário cresceu muito e, a pesquisa indica, que ela vai disputar a eleição com chances", diz Orrico.

A capital do Rio Grande do Sul vai enfrentar um contexto desafiador, marcado pela situação de calamidade devido às chuvas intensas que afetaram a região em maio. A cidade de Porto Alegre ainda enfrenta os impactos das enchentes, incluindo o fechamento do Aeroporto Salgado Filho - cuja reabertura está prevista para dezembro - como uma das mais graves consequências. Em todo o estado, as mortes chegaram a 180 e mais de meio milhão de pessoas ficaram desabrigadas.

Pesquisa espontânea em POA

Na pesquisa espontânea, quando o entrevistado afirma a preferência eleitoral por conta própria, sem sugestões do instituto, Melo lidera com 32,7%, enquanto Maria do Rosário aparece com 21,7%. Os demais candidatos não passam de 2% nesse levantamento.

Melo lidera na simulação de segundo turno

Apesar de aparecer com uma leve desvantagem em todos os cenários do primeiro turno, o atual prefeito de POA tem vantagem nas simulações de segundo turno. Melo aparece com 47,2% contra 39,5% da Maria do Rosário, sua principal concorrente neste momento da disputa eleitoral. O chefe do executivo portoalegrense também vence Juliana Brizona, Any Ortiz e Dr. Thiago Duarte.

Rosário aparece em empatada tecnicamente com Brizola em uma simulação de segundo turno, e venceria Ortiz com 40,7% contra 35,1% da pré-candidata do Cidadania.

A pesquisa Futura/100% Cidades foi registrada no TSE como RS-04997/2024 e ouviu 800 pessoas entre os dias 17 e 21 de junho, usando a abordagem CATI (entrevista telefônica assistida por computador). A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para um nível de confiança de 95%.

Quando vai ser a eleição para prefeito?

As eleições municipais de 2024 vão acontecer no dia 6 de outubro de 2024, o primeiro domingo do mês. Já o segundo turno, se houver, deve acontecer no último domingo do mês, dia 27 de outubro, nas cidades com mais de 200.000 eleitores em que a candidata ou candidato mais votado à prefeitura não tenha atingido a maioria absoluta, isto é, metade mais um dos votos válidos (excluídos brancos e nulos).

Acompanhe tudo sobre:Eleições 2024Porto AlegrePesquisas eleitorais

Mais de Brasil

Temperatura acima de 30°C para 13 capitais e alerta de chuva para 4 estados; veja previsão

Discreta, Lu Alckmin descarta ser vice de Tabata: 'Nunca serei candidata'

Desconhecido, Novo PAC não decola e frustra expectativas de ganho político para o governo

Quero ser responsável pela vitória dele, diz Lula no lançamento da candidatura de Boulos em SP

Mais na Exame