Brasil

Maior avião de carga do mundo, Antonov AN-124 pousa hoje no Brasil; conheça a aeronove gigante

O avião possui 69 metros de comprimento, equivalente ao lado menor de um campo de futebol onde ficam as traves, e cerca de 21 metros de altura, o que corresponde a um prédio de seis andares

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 15 de junho de 2024 às 09h13.

Última atualização em 15 de junho de 2024 às 09h14.

O maior avião para transporte de cargas do mundo fará uma visita ao Brasil neste sábado. O Antonov AN-124, operado pela empresa aérea ucraniana Antonov Airlines, vai pousar no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, no final da manhã, vindo de uma escala de reabastecimento na Ilha do Sal, Cabo Verde,

A programação prevista pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) é de que o voo ADB-3787 decole às 04h do sábado, com pouso no Aeroporto de Viracopos por volta das 11h35.

O avião possui 69 metros de comprimento, equivalente ao lado menor de um campo de futebol onde ficam as traves, e cerca de 21 metros de altura, o que corresponde a um prédio de seis andares. Sua envergadura, a distância entre as pontas das asas, é de 73 metros.

Equipado com três trens de pouso e 24 rodas para suportar seu peso máximo de decolagem, o Antonov Ruslan requer uma pista de decolagem "código 4", com mais de 1.800 metros de comprimento. Apesar disso, pode pousar em pistas com apenas 1.000 metros, uma proeza conhecida entre os aviadores como "pouso curto".

O cargueiro possui capacidade para transportar até 150 toneladas, aproximadamente o peso de 10 ônibus padrão. O recorde de carga transportada foi de 135 toneladas em 1993, quando transportou um gerador elétrico da Siemens da Alemanha para a Índia.

Atualmente, o Antonov Ruslan é utilizado principalmente para transportar maquinaria e produtos de mineração. No entanto, foi originalmente projetado para o transporte de tanques, tropas, lançadores de mísseis e outros materiais militares.

O cargueiro Antonov An-124 Ruslan, de origem soviética e fabricado pela Antonov Design Bureau na Ucrânia em 1982, foi o maior avião do mundo por seis anos até 1988, quando foi superado pelo Mryia. Em 2022, o Mryia foi destruído durante uma guerra.

Nomeado em homenagem a um herói russo e soviético, o Antonov An-124 recebeu o codinome Condor pela OTAN e é carinhosamente chamado de "Toninho" por entusiastas brasileiros da aviação.

Acompanhe tudo sobre:Aviação

Mais de Brasil

Detentos fazem rebelião e incendeiam presídio em Franco da Rocha, na Grande SP

Artefatos indígenas retidos na França retornam ao Brasil

Convenções começam neste sábado com oficialização de candidaturas de Boulos, Paes e Fuad

Convenção para oficializar chapa Boulos-Marta em SP terá Lula e 7 ministros do governo

Mais na Exame