Maia: Governo já deveria ter fechado fronteiras para conter coronavírus

Presidente da Câmara citou outras medidas contra o avanço do coronavírus, como a restrição de voos internacionais e circulação de pessoas

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), cobrou nesta terça-feira o fechamento de fronteiras e uma maior restrição à circulação de pessoas para o combate da epidemia do coronavírus no país.

"Eu acho que o governo já deveria ter fechado fronteiras, restringido voos internacionais e restringindo circulação de pessoas em Estados onde a projeção é maior, como Rio e São Paulo", disse Maia em entrevista coletiva no Congresso.

Para o deputado, o governo "já deveria ter criado um plano de contingência em Rio e São Paulo, para que a circulação ficasse restrita àqueles que têm de fazer abastecimento".

Rebatendo argumento do presidente Jair Bolsonaro, de que medidas restritivas que vêm sendo adotadas por governadores de Estado causarão um "baque" na economia, Maia disse que isso é inevitável e não dá para imaginar que evitar essas medidas vá garantir crescimento econômico.

"A economia será afetada de qualquer jeito. Você achar que manter a circulação vai garantir algum crescimento, do meu ponto de vista isso é errado", disse Maia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.