Lula descarta privatizar a Petrobras em eventual governo

Em comício na quadra da Portela no Rio, Lula também falou que vai acabar com o decreto de armas
 (Buda Mendes/Getty Images)
(Buda Mendes/Getty Images)
I
Isabela RovarotoPublicado em 25/09/2022 às 13:31.

O candidato do PT à presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, disse que se for eleito ao Palácio do Planalto vai "acabar com esta estupidez de querer privatizar a Petrobras."

Lula destacou que se tornar-se chefe de Estado novamente não poderia dizer agora que irá rever muitas decisões do atual governo. Mas ele criticou a privatização da BR Distribuidora. "Primeiro eu preciso conhecer o que foi feito. Venderam a BR com o argumento que a BR tem o monopólio. Há 392 empresas importando gasolina dos EUA pagando em dólar."

Fique por dentro de tudo sobre as Eleições 2022 e os resultados das pesquisas eleitorais. Clique aqui e receba gratuitamente a newsletter EXAME Desperta.

O candidato do PT destacou que o País precisa de ordem e que o seu eventual governo trará ao Brasil previsibilidade, credibilidade e estabilidade.

"Não vamos tentar convencer um fanático de bolsonarista a votar na gente. Temos que conversar com milhões de pessoas que estão indecisos e que podem se abster. Vamos acabar com esse negocio das armas. Comprar armas por decreto? Decreto para arma não! Vamos fazer decreto para distribuir livro didático para todas as crianças do ensino médio no País", apontou Lula.

"A nossa arma vai ser o conhecimento. A gente quer formar os nossos filhos e netos para que o Brasil possa ser competitivo com os EUA, China e União Europeia."

Em comício na quadra da Portela no Rio, Lula pediu para seus apoiadores conversarem com as pessoas que ainda não decidiram em quem votar para digitar na urna eletrônica a sua preferência pelo candidato do PT. "Não vamos tentar convencer um fanático bolsonarista votar na gente. Temos que conversar com milhões de pessoas que estão indecisos e que podem se abster."

VEJA TAMBÉM:

Sem Lula, candidatos participam de debate no SBT; veja destaques

Quem é Padre Kelmon, candidato do PTB que apareceu no debate deste sábado

Na reta final da eleição, as boas notícias (e os riscos) para Lula e Bolsonaro nas redes sociais