Justiça Federal suspende deportação de venezuelanos

"Uma deportação em massa não leva em conta a circunstâncias individuais, há hipóteses de refúgio, de processo imigratório", disse defensora

A Justiça Federal em Roraima suspendeu liminarmente a deportação de 450 venezuelanos, que havia sido determinada pela Polícia Federal na sexta-feira (9).

"A Defensoria Pública acredita que esse tipo de procedimento, uma deportação em massa, não respeita a ampla defesa e o contraditório dessas pessoas", disse a defensora pública, Roberta Alvin, autora do habeas corpus que resultou na decisão.

Na sexta-feira, a Polícia Federal determinou a deportação de 450 venezuelanos que viviam no centro de Boa Vista (RR). A decisão liminar da Justiça de invalidar o processo saiu no mesmo dia, quando os estrangeiros já estavam na cidade de Pacaraima, na fronteira com a Venezuela. A princípio, alguns preferiram seguir para o paí vizinho, mas muitos voltaram para Boa Vista.

A Polícia Federal em Roraima diz que a medida seguiu procedimentos de deportação de estrangeiros que se encontrem com a estada irregular no Brasil, nos termos da Lei do Estrangeiro (Lei nº 6.815/80).

A defensora diz que a Corte Interamericana de Direitos Humanos já condenou este tipo de conduta, tomada em outros países.

"Uma deportação em massa não leva em conta a circunstâncias individuais, há hipóteses de refúgio, de processo imigratório. Nada disso foi considerado", disse a defensora.

Para a decisão final sobre a deportação dos estrangeiros, a Justiça Federal em Roraima ouvirá a Polícia Federal e o Ministério Público.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.