Brasil

Jaime Lerner, ex-governador do Paraná, morre aos 84 anos

Político também ocupou por três vezes o cargo de prefeito de Curitiba

Lerner estava internado desde sexta-feira (21) no Hospital Evangélico Mackenzie, por conta de complicações renais (Heuler Andrey/AFP)

Lerner estava internado desde sexta-feira (21) no Hospital Evangélico Mackenzie, por conta de complicações renais (Heuler Andrey/AFP)

AO

Agência O Globo

Publicado em 27 de maio de 2021 às 08h11.

Última atualização em 27 de maio de 2021 às 09h17.

Morreu nesta quinta-feira o ex-governador do Paraná, Jaime Lerner, aos 84 anos. O arquiteto e urbanista também ocupou por três vezes o cargo de prefeito de Curitiba, nas décadas de 1970, 80 e 90. Lerner estava internado desde sexta-feira (21) no Hospital Evangélico Mackenzie, por conta de complicações renais.

De acordo com o obituário da Prefeitura de Curitiba, o velório do político será realizado na capela do Cemitério Israelita do Água Verde. O sepultamento está previsto para as 15h desta quinta-feira no Cemitério Israelita do Santa Cândida.

Nascido em Curitiba em 17 de dezembro de 1937 Lerner se formou pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal do Paraná em 1964. Ele foi responsável pela criação e estruturação do Instituto de Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) em 1965 e participou do desenvolvimento do Plano Diretor de Curitiba.

Em 1990, recebeu o Prêmio Máximo das Nações Unidas para o Meio Ambiente, conferido pela United Nations Environment Programe (UNEP). A atuação como governador, rendeu à administração estadual o prêmio Criança e Paz da Unicef, para os programas "Da Rua para a Escola", "Protegendo a Vida" e "Universidade do Professor".

Lerner foi casado durante 45 anos com Fani Lerner, vítima de um câncer em 2009. O casal teve duas filhas, Andrea e Ilana.

Acompanhe tudo sobre:GovernadoresMortesParanáPolíticos

Mais de Brasil

Datena começa agenda de rua da pré-campanha sem garantir que será candidato

Guilherme Boulos processa Pablo Marçal por fake news e pede indenização de R$50 mil por danos morais

Quando vai começar a taxação de sites como Shein e AliExpress?

Mais na Exame