Itaipu supera Três Gargantas e retoma liderança em produção

A produção da usina alcançou 89,2 milhões de MWh, superando os 87 milhões de MWh da chinesa Três Gargantas

São Paulo – A usina de Itaipu, projeto binacional localizado na fronteira entre Brasil e Paraguai, retomou em 2015 o posto de maior geradora de energia elétrica do mundo.

De acordo com a administração da hidrelétrica, a produção da usina alcançou 89,2 milhões de MWh, superando os 87 milhões de MWh da chinesa Três Gargantas.

A hidrelétrica asiática havia superado o projeto sul-americano pela primeira vez na história em 2014, ano marcado pela falta de chuvas no Brasil.

“Esses números nos deixam ainda mais otimistas de que estamos no caminho certo para continuar buscando a excelência na produção sustentável e projetar um 2016 melhor ainda. Já nesta primeira semana de 2016, estamos produzindo 17% a mais do que no mesmo período de 2015”, destacou em nota o diretor técnico executivo de Itaipu, Airton Dipp.

O aumento da produção é possível em função do expressivo volume de chuvas que atinge a região Sul do Brasil.

Maior produtora de energia limpa do mundo em termos acumulados, com mais de 2,312 bilhões de megawats-hora (MWh) desde sua entrada em operação, em maio de 1984, a usina deve voltar a produzir mais de 90 milhões de Mwh em 2016, segundo projeções da administração da hidrelétrica.

A usina tem capacidade instalada de 14.000 MW, abaixo dos 22.400 MW da usina de Três Gargantas.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.