Brasil

Indicado para presidir a Petrobras, Jean Paul Prates renuncia ao mandato de senador

O Comitê de Elegibilidade da empresa deve se reunir nesta quinta-feira, 26, para analisar a indicação de Prates como conselheiro de administração e presidente da empresa

Jean Paul Prates: a renúncia foi publicada nesta quinta no "Diário Oficial" do Senado (Waldemir Barreto/Agência Senado/Flickr)

Jean Paul Prates: a renúncia foi publicada nesta quinta no "Diário Oficial" do Senado (Waldemir Barreto/Agência Senado/Flickr)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 26 de janeiro de 2023 às 11h45.

Última atualização em 26 de janeiro de 2023 às 14h14.

Indicado pelo governo para a presidência da Petrobras, Jean Paul Prates renunciou ao mandato de senador, movimento que era necessário para que ele pudesse assumir o comando da estatal. O Comitê de Elegibilidade da empresa deve se reunir nesta quinta-feira, 26, para analisar a indicação de Prates como conselheiro de administração e presidente da empresa.

A renúncia foi publicada nesta quinta no Diário Oficial do Senado. "Ao passo que o cumprimento, sirvo deste expediente para comunicar-lhe, nos termos do art. 29 do Regimento Interno do Senado Federal, a minha renúncia ao mandato de Senador da República pelo Rio Grande do Norte na 55ª e 56ª legislatura", diz Prates, em carta enviada ao secretário-geral da Mesa do Senado, Gustavo Saboia Vieira.

Prates assumiu como senador pelo PT do Rio Grande do Norte em 2019, quando a então senadora Fátima Bezerra tomou posse como governadora do Estado. Ele era suplente da petista, que estava no Senado desde 2015. Prates não concorreu nas eleições de 2022 e, portanto, seu mandato terminaria em 31 de janeiro deste ano.

Lula confirmou a indicação de Prates à presidência da Petrobras em 30 de dezembro. Advogado e economista, ele tem quase 30 anos de experiência no setor de petróleo e gás, e foi consultor antes de seguir a carreira política.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

Acompanhe tudo sobre:Empresas estataisJean Paul PratesPetrobrasSenado

Mais de Brasil

Aeroporto Salgado Filho retoma embarques e desembarques a partir de hoje; veja como vai funcionar

Lula se encontra com presidente da Itália, Sergio Mattarella, no Palácio do Planalto nesta segunda

Governo de SP entrega 107 obras de infraestrutura turística no 1º semestre e bate recorde

Mais na Exame