A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Indicação de novo ministro da Saúde e definição do auxílio agitam Brasília

Renovação do programa de redução de jornada e salário e aprovação de marco regulatório do gás também estão na pauta do Congresso

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

A semana começa agitada em Brasília. O Palácio do Planalto deve decidir quem será o novo ministro da Saúde. As conversas sobre a substituição do general Eduardo Pazuello evoluíram nos últimos dias.

No domingo, 14, o jornal O Globo publicou que Pazuello havia pedido demissão alegando questões de saúde, mas no início da noite de domingo, o Ministério da Saúde publicou nota afirmando que Pazuello segue ministro e que "se encontra em perfeito estado de saúde e não há nenhum pedido de demissão do ministro ao presidente da República." 

O cenário político e econômico está em constante mudança no Brasil. Venha aprender o que realmente importa com quem conhece na EXAME Invest Pro

A troca no comando do ministério, no entanto, é dada como certa nesta semana. Estão na disputa médicos como a cardiologista Ludhmilla Abrahão Hajjar, do Incor, especialista no tratamento da Covid-19, e nomes mais ligados ao Centrão, como o deputado Dr. Luiz Antonio Teixeira Júnior (PP-RJ), que também é médico. 

Mas a semana em Brasília promete. A PEC Emergencial, que libera 44 milhões de reais para a nova rodada do auxílio, fora do teto de gastos, deverá ser promulgada nesta segunda-feira, dia 15. Com isso, o governo poderá publicar uma medida provisória para encaminhar ao Congresso o valor mensal do socorro à população vulnerável, mais afetada pela crise do coronavírus. A expectativa é que as parcelas sejam de cerca de 250 reais, pagas durante três ou quatro meses.

Outra medida que deve ser anunciada essa semana é a prorrogação do programa de redução de jornada e salário, criado no ano passado com o intuito de salvar empregos durante a pandemia. Há pelos menos duas semanas, Paulo Guedes, ministro da Economia, vem sinalizando a empresários que o benefício deverá ser renovado. Segundo interlocutores próximos ao governo, só estaria faltando a promulgação da PEC.

É esperado também avanços na discussão sobre a reforma administrativa, que começou a ser debatida na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados. A reforma tributária, por sua vez, deverá contar com a apresentação de relatório pelo deputado Aguinaldo Ribeiro (PP/PB).

O marco regulatório do gás, que permite a exploração do transporte de gás natural e a construção de gasodutos pela iniciativa privada, quebrando o monopólio da Petrobras, também deverá ser votado essa semana, depois de uma série de adiamentos. 

A nova lei de cabotagem, a BR do Mar, é outro projeto já com previsão de apreciação pelo Congresso. Segundo Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, o projeto deverá ser votado no dia 23. A expectativa é que o relator, o senador Nelsinho Trad (PSD/MS) finalize suas considerações a respeito da proposição essa semana.


O podcast EXAME Política vai ao ar todas as sextas-feiras com os principais temas da política brasileira. Clique aqui para ver o canal no Spotify, ou siga em sua plataforma de áudio preferida, e não deixe de acompanhar os próximos programas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também