Brasil

Ibope/PA: Helder Barbalho tem 57% dos votos válidos e Márcio Miranda, 43%

Se considerados os votos totais, Barbalho oscilou de 53% para 51% das intenções de voto, e Miranda permaneceu com 39%

Helder Barbalho: instituto também mediu a rejeição aos dois candidatos (Marco Santos/PMDB-PA/Divulgação)

Helder Barbalho: instituto também mediu a rejeição aos dois candidatos (Marco Santos/PMDB-PA/Divulgação)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 27 de outubro de 2018 às 21h13.

Última atualização em 11 de junho de 2020 às 12h48.

São Paulo - O candidato do MDB ao governo do Pará, Helder Barbalho, tem 57% da intenção dos votos válidos, de acordo com pesquisa Ibope divulgada na noite deste sábado, 27. O dado mostra uma oscilação ante os 58% observados no levantamento anterior, do último dia 18. Já Márcio Miranda, do DEM, tem 43% da intenção dos votos, também oscilando frente aos 42% da última pesquisa.

Se considerados os votos totais, Barbalho oscilou de 53% para 51% das intenções de voto, e Miranda permaneceu com 39%. O porcentual de brancos e nulos oscilou de 6% para 7% e o de indecisos, de 3% para 2%.

O instituto também mediu a rejeição aos dois candidatos. Barbalho é rejeitado por 30% dos entrevistados, enquanto 28% disseram que não votariam "de jeito nenhum" em Miranda.

A pesquisa Ibope foi contratada pela TV Liberal e ouviu 812 votantes entre os dias 26 e 27 de outubro. Os dados foram registrados no Tribunal Regional Eleitoral do PA sob número PA-08333/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral sob número BR-07030/2018. O levantamento tem margem de erro de 3 pontos porcentuais, para mais ou para menos, e nível de confiança de 95%. Isso significa que, considerando a margem de erro, há uma probabilidade de 95% de a pesquisa retratar a realidade.

Acompanhe tudo sobre:Eleições 2018GovernadoresHelder BarbalhoIbopePará

Mais de Brasil

Incidentes cibernéticos em sistemas do governo dobram no primeiro semestre de 2024

Luciano Hang é condenado à prisão pela Justiça do RS por ataques a arquiteto

Com atraso, abrangência menor e sem Lula, governo lança programa Voa Brasil para aposentados de INSS

Mais na Exame