Brasil
Acompanhe:

"Homem-Aranha do crime" aparece em câmeras de segurança no Rio de Janeiro

Caso não é isolado e pelo menos 20 residências podem ter sido invadidas nos últimos três meses; polícia tenta identificar invasor

 (O Globo/Reprodução)

(O Globo/Reprodução)

A
Agência O Globo

6 de novembro de 2022, 16h50

Imagens de câmera de segurança mostram a ação do "Homem-Aranha do crime" na madrugada do último dia 27, no bairro Grajaú, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Na ocasião, o bandido ainda não identificado invadiu um apartamento do sexto andar de um edifício da Rua Marechal Jofre. Na ocasião, foram levados os pertences dos moradores, com prejuízo financeiro avaliado em cerca de R$ 20 mil.

Pelas imagens não é possível identificar o bandido, mas dá para para perceber o vulto dele entrando no apartamento, pela varanda. Pelo registro das câmeras de segurança também é possível observar que a invasão ocorreu por volta das 3h17 e durou cerca de uma hora.

O caso do Grajaú não é isolado. Estima-se que pelo menos 20 residências na Zona Norte do Rio tenham sido invadidas pelo "Homem-Aranha do crime" somente nos últimos três meses. A Polícia Civil investiga se os furtos foram realizados por uma quadrilha ou por um único criminoso.

De acordo com a 20ª DP (Vila Isabel), delegacia da área, o autor ainda não foi identificado. Seis casos já foram registrados na unidade até o começo de outubro. José Roberto Moura da Silva, de 63 anos, foi a vítima mais recente. Seu apartamento foi alvo do "homem-aranha" na madrugada de quinta-feira, 27.

O engenheiro crê que o bandido tenha entrado pelo playground do prédio, acessando seu apartamento pela porta da varanda, que estava aberta. Ele contou que o prédio tem sistema de câmeras de segurança, mas é antigo e com a definição muito ruim. Além disso, é mal distribuído, não pegando a parte por onde ele acredita que o ladrão entrou. Para ajudar na identificação do autor, as imagens do prédio em frente foram solicitadas.

José dormia com a esposa e nos quartos ao lado estavam o filho, a nora e a sogra. Só pela manhã, a família percebeu que havia sido a mais nova vítima do "homem-aranha". A invasão ao apartamento, que fica no sexto andar ocorreu quando todos estavam dormindo. Na ocasião, foram levados dois notebooks e duas mochilas, uma delas com acessórios de fotografia. O engenheiro estima que o prejuízo financeiro deve ter sido em torno de R$ 20 mil.