HC de SP investiga quatro casos suspeitos de reinfecção por coronavírus

De acordo com o secretário da Saúde de São Paulo ainda são necessários mais testes. O Hospital das Clínicas reservou um ambulatório para atender estes casos
 (Andressa Anholete/Getty Images)
(Andressa Anholete/Getty Images)
G
Gilson Garrett Jr.

Publicado em 17/08/2020 às 17:52.

Última atualização em 17/08/2020 às 19:07.

O Hospital das Clínicas de São Paulo reservou um ambulatório para acompanhar casos de reinfecção pelo coronavírus. De acordo com o HC, até o fim da manhã desta segunda-feira, 17, quatro pessoas procuraram atendimento e todos os pacientes são acompanhados pela equipe médica.

De acordo com o secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, nos pacientes atendidos na ala, aberta em julho, foi percebido que os resultado deram positivo porque provavelmente a infecção permaneceu por tempo superior ao que normalmente ocorre, mas ponderou que é preciso analisar os casos de perto.

Outra possibilidade seria uma virose por um vírus diferente, que cause sintomas muito parecidos com a covid-19, mas que no teste daria positivo porque o organismo ainda contém fragmentos do SARS- CoV-2.

"O objetivo não é apenas dar seguimento ao atendimento, mas saber se houve recorrência de reinfecção ou há outro vírus em curso que não o covid-19, para que possamos entender outras realidades que não foram refletidas ou informadas em outros países", explicou o secretário em entrevista coletiva nesta segunda-feira no Palácio dos Bandeirantes.

SP passa de 700 mil casos

O estado de São Paulo ultrapassou os 700 mil casos confirmados de covid-19 nesta segunda-feira. De acordo com balanço da Secretaria Estadual da Saúde, são 702.665 casos e 26.889 mortes causadas pela doença. 

Pelos cálculos do estado, até o fim de agosto, o número de casos deve ficar entre 835 mil e 970 mil. O total de vítimas da covid-19 é projetado entre 30 mil e 36 mil.