A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Grávidas vacinadas em SP com AstraZeneca podem receber 2ª dose de Pfizer

A combinação dessas duas vacinas já é usada em outros países, mas em estudos ainda não finalizados

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

As grávidas e puérperas do estado de São Paulo que receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca podem receber a segunda dose da Pfizer a partir desta sexta-feira, 23. A combinação dessas duas vacinas já é usada em outros países, mas em estudos ainda não finalizados.

  • Quer saber tudo sobre o ritmo da vacinação contra a covid-19 no Brasil e no Mundo? Assine a EXAME e fique por dentro.

Em maio deste ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão da aplicação da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em grávidas após a constatação de uma “reação adversa”.

A decisão do governo do estado de São Paulo contraria a recomendação do Ministério da Saúde que é de utilizar o mesmo imunizante aplicado na primeira dose e esperar o prazo de 45 dias após o parto para que a segunda dose seja aplicada.

De acordo com a coordenadora do programa estadual de imunização, Regiane de Paula, mais de 9 mil grávidas do estado estão aptas a receber esta segunda dose. Em entrevista na quarta-feira, 21, Regiane de Paula disse que as grávidas devem procurar os postos de saúde somente na data indicada na carteira de vacinação.

Na cidade de São Paulo, nesta sexta-feira é realizada a vacinação de pessoas com 30 anos. No sábado, 24, e na segunda-feira, 26, ocorre uma repescagem da aplicação de pessoas com idade entre 30 e 34 anos. Também no começo da próxima semana, haverá uma força-tarefa para imunizar as grávidas e puérperas.

O estado de São Paulo já aplicou mais de 33 milhões de doses de vacina contra a covid-19. Considerando o esquema completo de duas doses, ou de dose única, 19% da população está protegida contra o coronavírus.

(Com Agência Brasil)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também